notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
13.3.09
Conforme o e-mail do Tribunal de Justiça recebido pela reportagem do Notícia da Manhã, às 9h56 de quinta-feira, dia 12, dois garotos reconheceram a foto do Padre Jeová Bezerra da Silva, da Paróquia Santa Terezinha.
De acordo com o Tribunal de Justiça, os promotores que atuam no inquérito processual, juntamente com os promotores do GAECO de São José do Rio Preto e São Paulo, ouviram todas as crianças vítimas de abuso sexual e submeteram-nas a reconhecimento por meio de fotografias dos averiguados, juntaram documentos e termos de oitivas e reconhecimentos.
Concluídas as diligências, os promotores fizeram pedido de busca e apreensão domiciliar para todos os endereços dos averiguados e prisão temporária para quatro deles. Os promotores, após a veiculação da notícia do envolvimento do Padre Jeová, indagaram as crianças a respeito.
Dois garotos reconheceram o padre, mas as demais vítimas e genitoras não mencionaram o padre e não houve tempo hábil para novas diligências.
Diante da informação, a Juíza Sueli Juarez Alonso determinou através da Vara da Infância e da Juventude, instauração de inquérito policial para apuração e requisitou a fita do programa para a emissora de televisão.

Padre Jeová tenta adiantar retorno ao Brasil
O advogado Luiz Régis Galvão Filho, que defende o padre Jeová Bezerra da Silva, afirmou que o pároco da Igreja Santa Terezinha afirmou estar inconformado com as acusações contra ele. Galvão acrescentou ainda que o padre estaria tentando antecipar sua volta do Canadá, no intuito de colaborar nas investigações.
“Ele vai estar à disposição do judiciário, onde pretende provar sua inocência. Meu cliente acredita que tem alguém tentando prejudicá-lo e criando essas histórias que estão sendo investigadas”, finaliza.
O advogado disse que solicitará judicialmente à Rede Record cópia de fitas com imagens veiculadas pela emissora nos últimos dias. O advogado quer todas as imagens em que aparece o padre Jeová indicado em denúncia como suspeito de crimes de atentado violento ao pudor. Além disso, Galvão pediu para que outras imagens não sejam exibidas.
“Vou tomar providências, mas, para isso, preciso da cópia das fitas anexadas no processo. Eu peço para que eles não destruam as fitas e que as guardem”, destaca.
De acordo com o advogado, a Lei da Imprensa obriga que o pedido das imagens seja solicitado na Justiça.
Reconhecimento
Régis Galvão tomou conhecimento sobre a nota encaminhada ontem pelo Tribunal de Justiça, onde duas crianças afirmaram conhecer o padre Jeová.
“Eu soube sim. A juíza encaminhou ao Tribunal, que repassou à imprensa. Mas as crianças reconheceram o que? Que ele é padre? Ou que aquele abusava de menores?”, questionou o advogado.
Galvão explica que ainda não teve acesso ao processo e não sabe efetivamente o que está acontecendo.
“A nota não diz a idade da criança, bem como o que diz a criança. Nem sei se é criança ou não. Ainda estou tentando obter informações”.
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:43  comentar

De Anónimo a 13 de Março de 2009 às 09:30
Criança não mente.
Então em sendo verdade, esse padre é um safado, cachorro,sem vergonha.

De Santos a 19 de Janeiro de 2015 às 20:39
Criança mente sim. Depende de quem está por trás.

De carmen a 13 de Março de 2009 às 12:47
Precisamos aguardar o resultado das investigações porém, é muito estranho, que, em sendo acusado de crime tão grave, ele ainda não esteja aqui para defender-se..........
A Record não colocaria sua credibilidade em xeque, expondo um depoimento que não confirmou com antecedência........
Obrigada por sua participação......
Volte sempre!
carmen

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO