notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
18.1.09
SÃO PAULO - A Vigilância Sanitária mandou recolher 14.600 unidades do talco cremoso Turma da Mônica das farmácias e supermercados. Desde sexta-feira, está proibida a venda de qualquer frasco do lote 7226, em todo o estado. A interdição foi publicada no Diário Oficial do estado de São Paulo. De acordo com a Vigilância Sanitária estadual, a proibição é uma medida cautelar, já que o produto não oferece riscos para a saúde dos consumidores.
A interdição foi feita porque exames feitos na Fundação Ezequiel Dias (Funed), de Minas Gerais, mostraram que o lote está com o pH abaixo do registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O pH é uma medida que indica a acidez de determinada substância. O pH registrado na Anvisa é de entre 6,3 e 6,7 (próximo a 7, ou seja, neutro, sem acidez nenhuma). As amostras testadas apontaram um pH de 6,16.
A empresa fabricante do produto, a Lipson Cosméticos, de Diadema, no ABC, fica obrigada a recolher as mercadorias nos pontos de venda.
Os outros lotes do produto continuam a ser vendidos normalmente. O lote interditado possui validade até agosto de 2009. De acordo com a Kimberly-Clark do Brasil, responsável pela marca Turma da Mônica, não há nenhum risco na utilização do produto do lote interditado.
A empresa diz também que já avisou os revendedores para retirar os produtos das prateleiras, e que o recolhimento começará a ser feito nos próximos dias.
O talco cremoso Turma da Mônica é uma espécie de hidratante desenvolvido para evitar irritações nas dobrinhas do bebê, protegendo os locais de atrito constante.



link do postPor anjoseguerreiros, às 18:18  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO