notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
10.4.09
Empresa afirma ter entrado em contato com a Anatel para que períodos de instabilidade não sejam cobrados

SÃO PAULO - A Telefônica detalhou nessa sexta-feira, 10, os horários e o período em que os servidores da empresa sofreram ações de criminosos virtuais que resultaram em falhas na conexão dos serviços de internet que oferece via Speedy. Em comunicado à imprensa, a empresa informa que desde a quarta-feira, 8, não detectou novas ocorrências externas. Segundo a companhia, as ações observadas nos últimos dias ocorreram em momentos específicos e com duração definida.

Segunda-feira, 6, por volta de 22h15, com duração aproximada de 30 minutos
Terça-feira, 7, por volta de 11h15, com duração aproximada de 3 horas e 45 minutos;
Terça-feira, 7, por volta de 17h45, com duração aproximada de 3 horas e 45 minutos;
Quarta-feira, 8, por volta de 01h40, com duração aproximada de 10 minutos;
Quarta-feira, 8, por volta de 21h00, com duração aproximada de 01 hora e 40 minutos.

A Telefônica diz que comunicou os fatos formalmente às autoridades constituídas e iniciou diálogos com a Anatel e entidades de defesa do consumidor para que, nos termos da regulamentação vigente, não sejam cobrados os períodos de instabilidade do serviço.
Na quinta, a Telefônica disse que foi vítima de um ataque aos seus servidores de nome de domínio (DNS, na sigla em inglês). Essas máquinas transformam os nomes de sites digitados pelos internautas, como www.speedy.com.br, em endereços numéricos usados pelo protocolo de internet, responsável pelo funcionamento da rede mundial.
O tipo de ataque também é chamado de negação de serviço (ou denial of service, em inglês). Os criminosos virtuais inundam esses servidores com pedidos falsos de páginas de internet, fazendo com que eles não consigam atender às solicitações verdadeiras dos internautas. Normalmente, esses hackers do mal fazem uso de computadores zumbis, máquinas infectadas que acabam enviando esses pedidos falsos sem que seus donos saibam.

(Com Renato Cruz, de O Estado de S. Paulo)


link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO