notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
8.7.09

Prática da milenar arte chinesa traz benefícios para o idoso

O processo de envelhecimento humano traz consigo inúmeras alterações já bastante conhecidas: a altura diminui, os braços e pernas ficam mais finos pela perda de água intracelular e de massa muscular, o diâmetro da pelve aumenta. Há uma redução das capacidades funcionais dos órgãos, os movimentos ficam mais difíceis, a respiração também, a pressão sanguínea aumenta, há alterações digestórias.

Por outro lado, a ONU estima que a expectativa de vida vai subir dos 68 anos atuais para 76 anos até 2050. Nos países ricos subirá de 77 anos para 83.

Já que viveremos mais, por que não viver melhor e de bem com a vida? Uma das formas de fazer isso é praticar exercícios físicos, dentre eles um dos mais adaptáveis a qualquer idade e condição do praticante: o milenarmente conhecido Tai Chi Chuan.

Para o idoso, os movimentos ao mesmo tempo lentos, suaves, mas vigorosos do Tai Chi melhoram a flexibilidade das articulações e dão firmeza aos braços e pernas, auxiliando na questão do equilíbrio, reduzindo o risco de quedas, e, consequentemente, de fraturas. Concentração, respiração, pressão arterial, memória, artrite e artrose também tem efeitos positivos com a prática.

Marina Hiroko Hasegawa, 62 anos, pratica Tai Chi Chuan há dois anos com a Professora Valéria Sanchez, no Espaço Interação Corporal. Diz ela: “Depois que comecei a praticar, notei uma melhora nos meus joelhos, pois tenho problemas de degeneração nos meniscos. Os músculos ficaram mais fortes, dando mais sustentação aos joelhos. Por causa disso, as dores que eu sentia diminuíram.” Num caso como esse o Tai Chi - por não gerar impacto nas articulações, ao contrário de outros exercícios convencionais - é uma das poucas atividades recomendadas.

Além dos benefícios físicos, o Tai Chi promove novos relacionamentos e evita o isolamento do idoso do mundo e da sociedade, pois normalmente é praticado em grupos. “A prática do Tai Chi Chuan me ajudou a conhecer muitas pessoas, com as quais tenho bom relacionamento, inclusive fora dos períodos de aula.”, atesta Marina.

O Tai Chi Chuan:
Em sua origem o Tai Chi Chuan é conhecido como uma arte marcial chinesa que era aprendida entre as famílias e sua população, pois historicamente a China é conhecida como um dos países mais invadidos do mundo, resultando em constantes guerras e disputas por trechos de seu território. Desta maneira os chineses tornaram-se exímios lutadores. Com a invenção das armas de fogo a luta de mãos vazias tornou-se sem sentido. No entanto, toda a filosofia e a essência desta arte foi preservada transformando-se hoje em um grandioso beneficio com fins terapêuticos. Contribuindo grandemente para a melhora da saúde física e emocional das pessoas por meio de uma metodologia construída com bases na disciplina, na concentração e desenvolvimento das relações entre as pessoas.

Benefícios na saúde física e mental dos praticantes prevenindo alguns tipos de distúrbios como:
- o estresse,
- a depressão e síndrome do pânico,
- a insônia,
- doenças de fundo auto-imune,
- doenças do sistema respiratório,
- enxaquecas,
- dores musculares ,
- auxiliando no combate das artrites e artroses,
- melhora a postura,
- melhora a memória,
- o equilíbrio e o auto-controle,
- melhora as capacidades funcionais nos idosos.

Se praticado com regularidade, oferece benefícios já investigados experimentalmente como:
- melhora significativa do equilíbrio,
- redução da pressão sanguínea em repouso,
- redução da ansiedade,
- redução do risco de queda na população idosa,
- aumento da eficiência respiratória,
- queda dos índices de hormônios ligados ao estresse (cortisol salivar),
- melhoria da flexibilidade das articulações, entre outros.

Diferentemente dos exercícios convencionais, o Tai Chi Chuan oferece ao praticante momento de relaxamento imediato, pois trabalha sistematicamente com a respiração profunda e consciente aumentando assim, o fluxo de oxigênio no sangue e nas extremidades do corpo, trazendo calma mental, serenidade e equilíbrio emocional.

A Professora Valéria Sanchez:
- Praticante de Tai Chi Chuan desde 1999.
- Instrutora credenciada no CREF n° 024268-P/SP.
- Curso de Formação de Tai Chi Chuan módulos I, II e III
- Yang Chengfu Tai Chi Chuan Center (1999-2000).
- Filiada à Associação Internacional do Estilo Tradicional Yang.
- Pós-graduada em “Fisiologia do Exercício - na Saúde, na Doença e no Envelhecimento” pelo CECAFI/USP (2006).
- Foi instrutora do Projeto Piloto do Propes (Programa de Promoção do Envelhecimento Saudável), no HC – Hospital das Clínicas – Serviço de Geriatria, juntamente com a Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e Cultura Oriental, e a Dra. Rosangela Negri.
- Ministra aulas de Tai Chi Chuan em empresas, com passagens pela Infraero, Banco Sudameris, Sesc Consolação, e Banco do Brasil. Atualmente tem turmas no Colégio Miguel de Cervantes, no Residencial Zero – Alphaville e outras instituições, além de dar aulas individuais para executivos e advogados.
- Curso de Formação em Terapia Shiatsu – Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e Cultura Oriental - Método Namikoshi (1999).
- Curso de Formação de Terapeuta em Massagem, estilo Toque Pleno, ministrado por Alexander Georgeakopolos.
- 2002, Julho - participou da delegação brasileira no II Campeonato Internacional de Tai Chi Chuan do Estilo Tradicional da Família Yang na cidade de Shanxi, na República Popular da China.
Nessa mesma ocasião obteve 3º. nível (Águia Dourada), no ranking da Internacional Yang Style Tai Chi Chuan Association.
- 2008, Julho - obteve o 4º nível (Tigre de Cobre) no ranking da Internacional Yang Style Tai Chi Chuan Association.
Essa certificação internacional a habilita a dar aulas do Estilo Yang Tradicional em qualquer parte do mundo.

Profa. Valéria Sanchez
(11) 3862-5762

Informações para Imprensa
Agência de Comunicação: Presença Propaganda
Camila Mello –
imprensa@presenca.com.br
Tels.: (11) 3872-0173 e 3872-4818
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:22  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
blogs SAPO