notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
10.3.09
Com isso, sobe para 40 o número de meninos e meninas molestados. Nove suspeitos são investigados pelos abusos, informa Polícia Civil.

Aumentou o número de denúncias contra os suspeitos de envolvimento com uma rede de pedofilia em Catanduva, a 385 km de São Paulo. Outras quatro vítimas foram identificadas pela Polícia Civil. Agora são 40 crianças que podem ter sido abusadas sexualmente pelos nove suspeitos apontados pela investigação.
A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da pedofilia vai convocar os suspeitos presos de terem molestado meninos e meninas na cidade para prestar depoimento.
O requerimento apresentado na quarta-feira (4) pelo senador Magno Malta foi aprovado por unanimidade pelos integrantes da CPI. O diretor da escola onde as crianças estudam, uma integrante da pastoral da cidade e o pai de uma das vítimas também foram convidados para falar à CPI.A comissão pediu ainda a quebra dos sigilos telefônicos dos suspeitos e de 14 pais e mães de famílias das vítimas. Os integrantes da CPI vão retornar à Catanduva no dia 16 e ficam na cidade até o dia 18 de março.

Juíza afirma: informação sobre o padre foi plantada para desviar foco das investigações
No domingo à noite a Rede Record de televisão divulgou, no programa Domingo Espetacular, a informação de que o padre Jeová Bezerra da Silva, responsável pela Paróquia Santa Terezinha e pelo Educandário Delfino de Oliveira, está sendo acusado de realizar eventos com adolescentes, em sua residência localizada no Residencial Acapulco.
A matéria que foi ao ar, em rede nacional, afirmou que, durante os encontros, os jovens do sexo masculino eram aliciados.
Um dos rapazes, que diz ser vitima, afirmou na entrevista que o padre chegava a pagar R$150 para os menores.
O padre, que é natural de Garanhuns, Pernambuco, chegou a Catanduva em 1998, após completar os estudos em São Paulo.
De acordo com a Juíza, responsável pela 2ª Vara Criminal e pela Vara da Infância e da Juventude, Sueli Juarez Alonso, o psicólogo e a assistente social entregaram na tarde de ontem os laudos da análise de 40 crianças envolvidas no caso.
“Com relação às informações dadas pela televisão, nenhuma informação oficial chegou às minhas mãos, então não posso citar nada. Não sei a fonte dessa informação e não há nada registrado sobre os fatos. O que indica é que a informação foi plantada para desviar o foco principal das investigações”, explicou a Juíza.
A reportagem do Notícia da Manhã procurou o Bispo Diocesano de Catanduva, Antônio Celso de Queirós, para falar sobre o caso que envolve o Padre Jeová, mas fomos informados de que a imprensa será atendida na terça-feira às 10 horas na Cúria, na Praça da Independência, 123.
O NM tentou estabelecer contato com o padre Jeová por meio de seu telefone celular e em sua residência, mas não obteve êxito.Segundo informações extraoficiais, o padre está fora do País, no Canadá.

Secretária de Direitos Humanos
A Secretária Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República chegará a Catanduva nesta terça-feira.
O objetivo da visita será apoiar as famílias vítimas do caso de pedofilia.
A CPI da pedofilia retornará para Catanduva na segunda-feira, dia 16.
Portões pichados
Na manhã de domingo, dia 8, a casa do médico Wagner Gonçalves e de seu filho, Wagner Rodrigo Brida Gonçalves, averiguada no inquérito policial do caso de pedofilia, amanheceu pichada.
Com exclusividade, a reportagem do Notícia da Manhã esteve no local e acompanhou a ocorrência.
Segundo as informações da Polícia Militar, por volta das 11 horas, as viaturas foram chamadas pelos moradores para comparecer à Rua São Joaquim da Barra, no Jardim do Bosque.
No local, constatou-se ter sido pichadas nos portões de entrada da residência as frases “Tá na mira” e “Papa anjo”.
À ocorrência cabe o crime de ameaça e crime ambiental, conforme dispõe o artigo 65 da Lei 9.605/98 – “Pichação”.
Os moradores negaram-se a falar sobre o fato.
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:31  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO