notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
1.7.09
Com o objetivo de alertar a comunidade escolar sobre os malefícios que o crack causa na vida do ser humano, a Polícia Civil vem realizando palestras nas escolas da rede pública e privada do município. O evento conta com o apoio de empresas locais e é realizado em parceria com o Consepro, Rede Jovem e Associação de Jovens Amigos Voluntários de Igrejinha. Segundo o agente Jairo Almeida dos Reis, da DP de Igrejinha, desde o mês de maio já foram realizadas 20 palestras, de um total de 40, as quais estão programadas para ocorrer até a primeira quinzena do mês de julho, atingindo os alunos a partir da 5ª série do Ensino Fundamental e 1ºs anos do Ensino Médio.
As palestras são realizadas para grupos de até 100 alunos a fim de que o assunto seja melhor aproveitado. São mostrados slides com os danos causados pela droga na vida familiar, educacional e profissional do usuário. Conforme levantamento de dados realizados pelos agentes da Polícia Civil, em Igrejinha cerca de 60% dos delitos registrados são praticados devido o uso do crack, sendo que mais de 50% dos usuários possuem idade entre 18 e 30 anos e cerca de 20% dos menores infratores, atendidos pelo Conselho Tutelar, são usuários da droga.
Durante as palestras também são sorteadas camisetas aos alunos com a frase: “CRAQUE NÃO USA CRACK”, além de serem distribuídos folders que alertam sobre os sintomas da epidemia e orientam a comunidade a participar do Disque-Denuncia através do fone (51) 3545-1190, a fim de que novos pontos de tráfico sejam desbaratados. De acordo com os agentes, durante os encontros são citados casos que são atendidos diariamente na Delegacia de Polícia, de adolescentes que estão se prostituindo por causa da “pedra”, que furtam objetos de dentro de casa e pais de família que chegaram a vender até a própria casa para sustentarem o vício.
A iniciativa cita ainda casos de usuários que buscam ajuda para recuperação, os quais são encaminhados ao CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), localizado na Rua 7 de Setembro, 964, Bairro Bom Pastor, em Igrejinha, e o Desafio Jovem de Três Coroas.



Diário de Canoas
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:07  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
blogs SAPO