notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
30.5.09
Após a denúncia de que uma adolescente de 13 anos estava sendo abusada sexualmente, inspetores da Delegacia Metropolitana de Itaitinga, conseguiram prender o acusado, o programador de produção G. P.A., 34, paraense. A prisão de G. ocorreu depois que o juiz de Direito, Henrique Lacerda de Vasconcelos, da Comarca daquele município, decretou a sua prisão preventiva, na última segunda-feira (25).
Conforme o delegado Sidney Furtado Ribeiro, o inquérito foi instaurado após a mãe da adolescente e conselheiros tutelares daquele município apresentarem a denúncia de que a garota era abusada desde os sete anos de idade.
“Solicitamos de ofício que a vítima fosse examinada no Instituto Médico Legal de Fortaleza. Isto foi feito e os médicos confirmaram que ela era sexualmente ativa” afirmou o delegado. A adolescente está na casa de parentes. Já foi solicitado pelo Conselho Tutelar que a estudante tenha o acompanhamento de um psicólogo.
Segundo Ribeiro, além do depoimento da vítima, confirmando os abusos sofridos, uma carta escrita pelo acusado, confessando o crime e pedindo desculpas a sua companheira pelo ato, foi fundamental para que a Justiça atendesse o pedido de prisão preventiva.
Na carta, que ele colocou embaixo da porta da casa da mulher, G. confessa o crime, diz que “é um calhorda, um monstro” e afirma estar arrependido e quer remediar o mal que fez. No entanto, quanto à acusação de que ele abusava da garota desde quando ela tinha sete anos, G. afirma que não é verdade. Diz que passou a ter relações com a adolescente quando ela completou 12 anos. “A vítima confirma que era violentada desde os sete anos. Contou tudo com riqueza de detalhes”, revelou.
O programador de produção ficará temporariamente recolhido na carceragem da Delegacia Metropolitana de Itaitinga à disposição da Justiça. G. foi autuado em flagrante por estupro, com presunção de violência, quando a vítima é menor de 14 anos de idade.

Flagrante
Na periferia de Fortaleza e nas cidades da Região Metropolitana, a Polícia Civil tem identificado um aumento nos registros de abusos sexuais contra crianças e adolescentes. Na Granja Portugal, uma menina de quatro anos foi arrastada para um matagal e violentada, há duas semanas.


Diário do Nordeste
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:15 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO