notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
9.7.09

POLÍTICOS E O CASO GOLDMAN

ÁQUILA, Itália – Apoiadores do site ‘Bring Sean Home’ reclamam que o presidente Barack Obama não tenha citado o caso Goldman na reunião de hoje com o colega brasileiro.

Segundo o porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, durante o encontro de meia hora nos bastidores do G-8, na Itália, Obama pediu a Lula para ajudar os EUA a convencer o Irã a usar o seu programa nuclear para fins pacíficos.

Apoiadores de David Goldman, pai do menino Sean que está sendo retido no Brasil ilegalmente por mais de 5 anos, classificaram como “uma oportunidade desperdiçada.”

Não dá mais para negar que o caso Goldman já tomou contornos políticos há muito tempo. Além de apelos da secretária de Estado, Hillary Clinton, para que o Brasil cumpra o que prometeu ao assinar a Convenção de Haia, no Brasil o Partido Progressista entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal de análise de constitucionalidade da decisão que mandaria Sean de volta aos EUA em 48h.

A liderança política mais visível sobre essa disputa internacional tem sido o deputado federal Christopher Smith, republicano de Nova Jersey, estado natal de Sean.


Em longo artigo de opinião, intitulado “Continua a batalha David x Golias brasileiro,” Smith disse:

“Para aumentar o dano nessa caso de sequestro, desde que a mãe do menino faleceu em 2008, Sean tem sido mantido ilegalmente pelo segundo marido, João Paulo Lins e Silva, um advogado rico e bem conectado, com quem ela (Bruna) se casou apenas em 2007. Lins e Silva se recusa a devolver Sean ao seu pai, e insensível ao dano que ele já causou a Sean, injeta um sem fim de adiamentos e obstruções no processo judicial. Ele mantém Sean longe do seu pai, alegando que Sean está mais adaptado ao Brasil. Além do seu pai, Sean tem família e amigos em Nova Jersey, onde ele nasceu. O seu quarto continua vazio em Tinton Falls, esperando por ele. Por cinco anos, (David) Goldman tem deixado (o quarto) intocado, tudo para o momento do retorno de Sean.”

Essa semana o caso Goldman também foi introduzido ao debate político de Nova Jersey. De olho num assento no Congresso federal, Mike Halfacre, advogado e prefeito da cidade de Fair Haven, alfinetou o deputado federal Rush Holt, que representa a região onde David Goldman reside.
“A ineficiência (de Rush Holt) é mais aparente na sua inabilidade em ajudar a trazer Sean Goldman de volta para casa.” E Halfacre acrescentou: “Não consigo explicar porque um deputado de outro distrito teve que ajudar David Goldman a recuperar o seu filho sequestrado no Brasil.
Tudo o que posso dizer é que agradeço a Deus por termos um deputado como o Chris Smith, que está disposto a ser pro-ativo para ajudar um cidadão, quando um outro congressista nos decepciona.”
com a alfinetada, Halfacre apelou – já que cobrou resultados do futuro oponente no caso particular de apenas um eleitor. No entanto, ele usou de mecanismos democráticos legítimos.

Também é preciso esclarecer que embora os políticos de Brasil e EUA possam agir para influenciar o resultado do caso Goldman, apenas os congressistas americanos têm o apoio da lei internacional.



Brasil com Z
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:49  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
blogs SAPO