notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
22.4.09
RIO - Uma terceira mulher afirmou publicamente que teve uma relação amorosa com presidente do Paraguai, Fernando Lugo, quando ele ainda era bispo, informa o site "LíneaCapital". A diferença para as outras mulheres é que esta já teria afirmado que não pretende gerar nenhum conflito e não fará nenhuma demanda contra o ex-bispo, já que a criança, de 2 anos, foi fruto de uma "entrega total". Nos últimos dias, duas mulheres foram aos jornais afirmando que tiveram relações com o então bispo e atual presidente.
O suposto terceiro filho do presidente paraguaio seria fruto do caso com Damiana Hortensia Morán Amarilla, de 39 anos, professora e dirigente social, que diz respeitar muito o líder e não querer nada dele.
"Eu acredito que ele suspeitava, mas não podíamos nos encontrar nem nada por conta do processo político", disse a mulher.
Damiana é professora, diretora de uma creche e coordenadora geral do movimento Mobilização da Cidadania Paraguaia em Ação. Ela conheceu Lugo em um momento em que se formavam organizações para lançar o ex-bispo no mundo político.
A mulher é divorciada e tem outros dois filhos, de 20 e 21 anos. Ela sempre sonhou em ter outro filho, mas "nunca" imaginou que fosse dessa maneira. Segundo o jornal "ABC Color", o menino se chama Juan Pablo em homenagem ao Papa João Paulo II. Ela afirmou que decidiu contar a verdade publicamente "porque há grandes interesses de grupos mafiosos que querem mentir e desviar" a atenção do processo que vive seu país.
"Por isso quero falar deste grande amor. Jesus Cristo disse que a arma mais poderosa e a que transforma é o amor. Compreendo a situação e as circunstâncias e por isso não peço absolutamente nada".
Na terça-feira, o advogado de Lugo não conseguiu chegar a acordo com a segunda mulher que reivindicou a paternidade de Lugo. O presidente se dispôs a realizar exame de DNA, mas pediu que o caso fosse tratado no âmbito privado. Ela não gostou e já confirmou sua decisão de apresentar uma denúncia nos tribunais paraguaios.


link do postPor anjoseguerreiros, às 15:26  comentar

De Anónimo a 23 de Abril de 2009 às 07:33
Pelo andar da carruagem vai aparecer uns trinta rsrsrs
Essa é a prova mais que concreta que a igreja católica recisa rever seus dogmas.
Passou da hora dos padres poderem casar-se e constituir família. Casar com Cristo já não condiz com o século XXI

De Maria Célia a 23 de Abril de 2009 às 08:03
Verdade caro anônimo, religiosos são seres humanos como todos.
Casar e constituir família é o que quase todos desejam.
Já passou da hora dessa revisão, mas pressentimos que não vai acontecer não.
Obrigada por sua visita e volte sempre.
Maria Célia e Carmen

De Anónimo a 25 de Abril de 2009 às 16:47
Padre que não honrou com os juramentos prestados.Porque não abandonou a batina antes?
Despudorado que nem camisinha usava.
Mulheres safadas que sabiam exatamente com quem estavam fazendo filho. Agora que ele é presidente, vão entrar na justiça e solicitar uma gorda pensão.
É a mais total inversão de valores e vergonha na cara.

De Maria Célia a 25 de Abril de 2009 às 17:40
Está ficando muito confuso esse caso.
Já estão aparecendo filhos demais!
Vamos aguardar o resultado.
Obrigada por sua visita
Maria Célia e Carmen

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO