notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
20.5.09

As autoridades disseram que Aaron Zendejas tinha acesso às crianças trabalhando como babá e aceitava pagamentos para permitir que pedófilos fizessem sexo com os menores que estavam sob os seus cuidados

A polícia suspeita que Jared Ravin Yaffe, de 30 anos, também pagou Aaron Zendejas para abusar sexualmente das crianças

O réu Jared Ravin Yaffe, de 30 anos, foi preso pela Polícia Federal Brasileira no RJ

Agentes do US Marshals e do Departamento de Estado anunciaram que a busca por um suspeito de pedofilia tornou-se internacional logo depois que ele fugiu dos Estados Unidos. As autoridades informaram ao programa America’s Most Wanted – AMW (Os mais procurados da América) que a fuga de Jared Ravin Yaffe, 30 anos, da justiça o levou à Alemanha, Áustria, România e, finalmente, Brasil.

No último 26 de março, o escritório da Divisão Criminal e Segurança Diplomática, subordinado ao Departamento de Estado dos EUA, contatou as autoridades diplomáticas na România e obteve informações de que o foragido estava no país. Pouco tempo depois, os agentes norte-americanos souberam que Yaffe realmente esteve na România, mas que havia fugido para o Brasil em 21 de março.
Dias depois, agentes do DSS, atuando com as autoridades locais, descobriram o novo endereço de Jared no Brasil e o número de seu telefone. Entretanto, desde que os Estados Unidos não possuem acordo de extradição com o Brasil, as autoridades norte-americanas tiveram que esperar a decisão de um juiz brasileiro para determinar se o foragido estava vivendo ilegalmente no país. Após isso, o processo de detenção e deportação foi iniciado.

Quanto ao processo, disseram as autoridades, Yaffe tinha certeza de que ele não aconteceria. Inclusive, o foragido havia dito a alguns amigos que se sentia “seguro” no Brasil e, por isso, não temia a extradição para os Estados Unidos. Mas a situação tornou-se crítica quando no último 11 de maio, segunda-feira, a Polícia Federal Brasileira prendeu o foragido no Rio de Janeiro. Nesse mesmo dia, Yaffe foi entregue aos agentes do DSS e FBI. No dia 12 de maio, o réu chegou aos Estados Unidos, onde ele foi recebido por agentes do US Marshals em Atlanta, Georgia. O réu será transferido à Califórnia, onde ocorreram os crimes e será o seu julgamento.

As autoridades detalharam que as informações que levaram, conseqüentemente, ao paradeiro de Jared vieram das amizades online do próprio foragido. Em 28 de janeiro de 2009, policiais de San Diego, Califórnia, prenderam Aaron Zendejas, 24 anos, por supostamente operar uma rede de abuso sexual de menores. As autoridades disseram que o suspeito tinha cesso às crianças trabalhando como babá e aceitava pagamentos para permitir que pedófilos fizessem sexo com os menores que estavam sob os seus cuidados. A polícia disse que as idades dos menores variavam de 3 a 10 anos. O réu clama inocência, mas a polícia disse que possui evidências fotográficas que provam o contrário.
Zendejas encontra-se detido sob a fiança de US$ 500 mil por acusações que incluem abuso sexual de menores, produção de pornografia infantil, seqüestro e crime envolvendo sexo com crianças de até 10 anos. O réu é suspeito de operar na região de Santee e El Cajon e no Condado de San Diego, Califórnia. As autoridades estão tentando localizar os pais que, por ventura, deixaram seus filhos aos cuidados de Zendejas.
A polícia suspeita que Yaffe também pagou Zendejas para abusar sexualmente das crianças. Ele também é acusado de filmar os atos. Os agentes disseram que encontraram evidências dos crimes no computador de Yaffe e em seu telefone celular. Até o momento, as autoridades identificaram 5 vítimas.
Suspeita-se que Yaffe, que antes de fugir residia em San Diego (CA), esteja envolvido nas filmagens dos menores molestados, disse o Sargento Rick O’Hanlon, do Departamento de Polícia de San Diego. Uma busca no computador e telefone celular do réu revelou inúmeras imagens de crianças envolvidas em atos sexuais, detalhou o promotor público distrital interino, Matthew Greco. Yaffe enfrenta 17 acusações e, caso seja considerado culpado, poderá pegar mais de 100 anos de detenção ou prisão perpétua.

O US Diplomatic Security Service – DSS é a maior entidade do gênero no mundo e dedica-se ao rastreamento e captura de fugitivos que deixaram os Estados Unidos na tentativa de evitar julgamento e prisão. Ao longo de 2008, o DSS ajudou na resolução de 109 casos.

O’Hanlon disse que o número total de vítimas ainda é desconhecido. As autoridades pedem qualquer pessoa que possua alguma informação adicional sobre o caso que contate os investigadores através do tel.: (619) 531-2000 ou o San Diego County Crime Stoppers: 1(888) 580-8477.




Brazilian Voice
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:44 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO