notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
9.7.09
RIO - Falta de ar, chiado e sensação de aperto no peito são todos sintomas da asma, doença respiratória que atinge um em cada dez brasileiros. Ao todo, são 18 milhões de asmáticos no país e poucos conhecem a maneira correta de tratar a doença, afirma a pneumologista Marina Lima, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF). Assista ao vídeo com dicas para controlar a asma

- A asma ainda é cercada de mitos, e muitos ainda têm medo de receber este diagnóstico. Só que com a medicação correta é possível manter a doença sob controle e o paciente passa a viver muito bem - afirma a médica. Aqui, ela esclarece as principais dúvidas sobre o distúrbio:
A asma pode aparecer em qualquer idade?
A doença respiratória que causa a inflamação das vias aéreas é mais comum na infância, mas pode surgir em adultos e na terceira idade. A doença é genética, e quem tem pai ou mãe alérgicos ou asmáticos tem mais chance de manifestar o quadro. Fatores externos como a poluição, o frio, odores fortes, exercícios, mudanças de temperatura e até mesmo crises de riso ou de choro podem despertar os sintomas.
Asma e bronquite são a mesma coisa?
Sim, de acordo com Marina Lima, a bronquite é um termo antigo e muitas vezes usado de forma errada para diagnosticar a inflamação nos brônquios.
- Antigamente, os pediatras diziam que a criança tinha bronquite para não preocupar as mães com o diagnóstico de asma. Só que os sintomas são os mesmos. Qual é o melhor tratamento para asma?
Atualmente o tratamento é feito com a associação de três tipos de terapia: os broncodilatadores de alivio imediato, os broncodilatadores de ação prolongada e os corticoides inalatórios. Geralmente, recomenda-se a combinação dos broncodilatadores de ação prolongada com os corticoides. Porém, o asmático deve sempre ter por perto o broncodilatador de alívio imediato (ou de resgate) para interromper as crises.
- A nebulização, que é uma alternativa para momentos de crise, está sendo substituída por sprays de ação rápida. Os sprays dão resultado em um minuto, enquanto a nebulização demora meia hora para fazer efeito.
Manter a casa limpa, arejada e livre de umidade e mofo podem diminuir a incidência de crises. Já evitar o contato com animais de estimação não é necessário.
- Existem estudos mostrando que os animais domésticos não pioram a asma. Porém, é importante mantê-los sempre limpos e escovados.

Bombinhas fazem mal ao coração?
Em geral, não. As bombinhas, também conhecidas como broncodilatadores de uso imediato ou de resgate, são consideradas seguras se usadas de acordo com as indicações da bula. A taquicardia e os tremores são efeitos colaterais comuns do medicamento, já que a maioria aumenta momentaneamente o fluxo sanguíneo para o coração. Existem vários tipos de bombinhas e as mais modernas podem ser usadas a partir dos 2 anos de idade. Existe algum efeito colateral tomar corticoides por um tempo prolongado?
Os riscos são mínimos, afirma a pneumologista. Ela explica que os corticoides inaláveis são diferentes dos injetáveis ou orais, e vão direto para os brônquios, e por isso são seguros para serem usados por um período de tempo maior. Porém, estes medicamentos são de manutenção, e não substituem os remédios usados para tratar crises.

Exercícios ajudam a curar a doença?
A asma não tem cura, apenas controle. Os sintomas podem melhorar ou piorar em determinadas fases da vida por causa de mudanças ambientais, emocionais ou hormonais. O exercício é fundamental para o asmático pois ajuda a fortalecer o pulmão.
- É importante passar pela avaliação do especialista, já que algumas crises podem ser deflagradas pelo excesso de esforço, mas o asmático não pode deixar de se exercitar ao longo da vida. É um mito dizer que apenas a natação é boa para quem tem asma. A criança e o adulto asmáticos podem escolher qualquer esporte que aumente seu bem-estar.

A asma pode levar à morte?
Infelizmente, a doença ainda mata 2 mil brasileiros anualmente. A principal causa é a demora em buscar atendimento médico adequado. A outra, segundo a médica, é ficar esperando a melhora do quadro sem o uso de medicamentos.
- A asma tem diferentes níveis de gravidade. Por isso, não deixe de procurar um médico ao primeiro sinal de crise. Dependendo do quadro, a inflamação pode evoluir rapidamente e até matar.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:09  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
blogs SAPO