notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
17.6.09
Uma denúncia de abuso sexual afastou um educador de uma creche municipal em Curitiba. A comunicação foi de uma outra funcionária do Centro Municipal de Educação Infantil Rio Negro, no Sítio Cercado, que teria flagrado o colega em atitude suspeita com a menina de quatro anos no colo.
A criança foi encaminhada na manhã de hoje (17) ao IML de Curitiba para fazer exames. Segundo a mãe, não houve comprovação de violência sexual. Em seguida, a família prestou queixa no Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente (Nucria), da Polícia Civil.
Em entrevista à Rádio CBN, a mãe disse que a criança contou que o educador tocou em suas partes íntimas e a beijava na boca. Para não descoberto, ele intimidava a criança afirmando que bateria nela e no irmão de cinta se contasse algo aos pais.
A mãe reclamou de só ter sido avisada 15 dias após as primeiras denúncias.Segundo a Prefeitura, como a denúncia era delicada, o caso foi investigado e a criança acompanhada antes do afastamento e da comunicação à família.
O funcionário estará fora do serviço até que se apurem as denúncias. Se o abuso for comprovado, ele será demitido e responderá criminalmente pelo ato.
A unidade em que ele trabalhava tem capacidade para 130 crianças de 3 meses a 5 anos.


Bem Paraná
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:48  comentar

De Anónimo a 17 de Junho de 2009 às 21:17
A Secretaria Municipal de Educação de Curitiba deve tomar providências imediatas, não permitindo a contratação de educadores do sexo masculino, pois eles tem contato direto com as crianças, inclusive levando-as ao banheiro, trocando-as, e muitas vezes, até dando banho nessas crianças, facilitando o abuso sexual.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
blogs SAPO