notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
12.5.09
São Paulo - Os retratos falados de três dos suspeitos de terem participado do roubo de quatro quadros em uma mansão na região dos Jardins, região nobre na Zona Oeste da capital paulista, foi divulgado pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira. Entre as telas roubadas estão os quadros "O Cangaceiro" e "Retrato de Maria", de Candido Portinari, uma pintura de Tarsila do Amaral ("Figura em Azul"), além de uma obra de Orlando Teruz.
As imagens foram feitas a partir das informações fornecidas pelos funcionários da casa que foram rendidos durante o assalto na manhã do domingo. Anteriormente, a Secretaria de Segurança Pública chegou a afirmar que só divulgaria as imagens em um momento oportuno para não atrapalhar as investigações.

O crime
De acordo com a Polícia Civil, os assaltantes chegaram à residência, que pertence à ex-mulher do magnata Henry Maksoud, portando um vaso de flores e alegaram que seria uma entrega de Dia das Mães. Então renderam as seis pessoas que se encontravam no local: a dona da casa, a nora e quatro empregados.
Os assaltantes ficaram na casa por cerca de uma hora e trinta minutos e, antes de deixar a residência, ainda teriam feito um lanche. Inicialmente, o delegado Celso Damasceno, do 78° Distrito Policial (Jardins), afirmou não acreditar que se trata de especialistas em roubos de quadros famosos.
Os depoimentos dos reféns divergem sobre o número de criminosos, mas a quadrilha tinha pelo menos dez homens fortemente armados. Eles invadiram a residência da rua Estados Unidos, por volta das 9h deste domingo. As obras não possuíam seguro. Além dos quadros, os assaltantes levaram jóias e dinheiro.


O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:55  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






arquivos
blogs SAPO