notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
5.1.09

RIO - O ator John Travolta quebrou no domingo dois dias de silêncio sobre a morte de seu filho Jett, de 16 anos, e afirmou que ele e sua mulher Kelly Preston estão "arrasados" com a perda repentina. De acordo com o jornal inglês "The Daily Mirror", o astro teria tentado desesperadamente reanimar o garoto, encontrado inconsciente em um banheiro da casa da família no resort de Old Bahama Bay, na ilha de Grand Bahama, na sexta-feira de manhã.
- Fiz tudo que pude para mantê-lo vivo. Fiz respiração boca a boca por cerca de 20 minutos. Ele tinha um pouco de pulso, então eu não ia desistir. Os paramédicos o tiraram dos meus braços - contou Travolta.
Jett, que tinha histórico de mal súbito, foi declarado morto depois de ser levado de ambulância ao Rand Memorial Hospital, em Freeport. Uma autópsia para determinar a causa da morte deve ser realizada nesta segunda-feira nas Bahamas.
Segundo os advogados do astro, Michael Ossi e Michael McDermott, o adolescente sofria da doença de Kawasaki, que causa inflamações das veias sanguíneas em crianças, e, a cada quatro dias, tinha convulsões, apesar do uso de medicamentos poderosos. "Cada ataque era como uma morte", declarou Ossi.
Os advogados afirmaram que Jett tomava um remédio chamado Depakote - um poderoso medicamento contra convulsões que funciounou em um primeiro momento, reduzindo a frequência dos ataques para uma vez a cada três semanas. Mas, depois de um tempo, a droga teria perdido o efeito, "causando sérios danos físicos", tendo afetado o fígado do garoto. A família teria suspendido o medicamento segundo ordens médicas.
De acordo com Michael McDermott, os familiares de Travolta estão revoltados com a insinuação de que Jett teria sido vítima de descuido.
- Houve notícias de que Jett estava sozinho por horas. Elas estão erradas e causam sofrimento à família. Havia duas babás com ele durante toda a noite. Ele era supervisionado constantemente - afirmou o advogado.
Jett foi encontrado por volta das 10h, desacordado, no chão do banheiro da casa da família por um de seus acompanhantes, Jeff Kathrein, que gritou por ajuda enquanto socorria o garoto. Travolta, 54 anos, estava acordado e correu para ajudá-lo, tentando reanimar o filho. O chão do banheiro estava coberto de sangue. Uma autópsia vai determinar se Jett escorregou e bateu com a cabeça ou se a queda foi causada por uma convulsão. O adolescente foi declarado morto ao dar entrada no hospital.
Em seu site oficial, o ator publicou um comunicado sobre a morte do filho: "Jett era o filho mais maravilhoso que dois pais poderiam querer e iluminou as vidas de todos com que se encontrou. Estamos arrasados de que nosso tempo com ele tenha sido tão curto. Vamos lembrar com carinho dos momentos que tivemos com ele pelo resto de nossas vidas".
O comunicado não se refere ao histórico médico de Jett nem à possível causa da morte. Mas agradece em nome do ator, de sua mulher e da sua filha de 8 anos, Ella, pelas "muitas mensagens de condolências de todo o mundo".




link do postPor anjoseguerreiros, às 15:11 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO