notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
17.3.09
SÃO PAULO -A prefeitura de Ilhabela confirmou um caso de leptospirose na cidade nesta segunda-feira. O paciente está fora de perigo. Outros 7 casos ainda estão sendo investigados. Os pacientes residem em bairros distintos do município, por isso acredita-se que não haja uma única fonte de contaminação.
Na região de Taubaté, Serra e Vale Histórico, em 2009, também foi registrado um caso, contra quatro no ano passado. Já São José dos Campos, que registrou 11 casos em 2008, não teve nenhum até agora.
A leptospirose é uma doença infecciosa transmitida pelo contato com a urina de animais contaminados. Ela é causada por uma bactéria chamada Leptospira, presente na urina de ratos e outros animais como bois, porcos, cães e saruês. A maioria dos casos tem uma relação com o contato com inundações ou enchentes, pois a urina de animais contaminados, presente em esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama, elevando o risco do contato humano com a bactéria.
Os principais sintomas da leptospirose são: febre, dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo (em especial, na batata da perna) e calafrios. Ela é uma doença curável. O diagnóstico e o tratamento precoces representam a melhor solução, para isto é necessário procurar atendimento médico para fazer o diagnóstico e o tratamento correto da doença.
Recomendações
A Secretaria municipal de Saúde de Ilhabela recomenda à população:
- Evitar o contato com água ou lama de enchentes ou alagamentos, bem como impedir que crianças nadem ou brinquem nestas águas ou córregos;
- Usar botas e luvas de borracha durante o trabalho de limpeza da lama, nas residências ou nas ruas, bem como na remoção de detritos e desentupimentos de esgotos e manilhas;
- Lavar chão, paredes, objetos caseiros e roupas atingidas por enxurradas com sabão e água sanitária, na proporção de um copo de água sanitária para vinte litros de água;
- Armazenar o lixo em recipientes bem fechados e em locais elevados do solo, para que não sirva de fonte de alimento para os roedores e outros animais. O ideal é colocar o lixo na rua para a coleta pública pouco antes do caminhão de lixo passar.

Em caso de dúvidas, entrar em contato com Vigilância Epidemiológica municipal (12) 38958902.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:31  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO