notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
19.6.09
A 16ª Vara Federal do Rio de Janeiro autorizou, nesta quinta-feira, que o americano David Goldman fique com seu filho Sean, 9 anos, no Brasil até que o Tribunal Regional Federal (TRF) decida sobre a guarda do menino.
Sean Goldman veio dos Estados Unidos há cinco anos, com a mãe Bruna Bianchi, para passar as férias e visitar a família materna. Posteriormente Bruna telefonou para o marido, o americano David Goldman, e pediu o divórcio. No ano passado, Bruna morreu de complicações do parto da segunda filha, do segundo casamento dela, com o advogado João Paulo Lins e Silva. O padrasto briga na Justiça pela guarda do menino, que tem dupla nacionalidade: americana e brasileira.
A Justiça Federal do Rio de Janeiro havia determinado o retorno do menino para a guarda do pai, nos Estados Unidos. Porém, uma liminar do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a urgência da decisão. A liminar foi julgada no Plenário do Supremo, que deixou o caso sob responsabilidade do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, sediado no Rio de Janeiro.
Com a decisão de hoje, David Goldman poderá ficar com a guarda do filho até a decisão caso permaneça no Rio de Janeiro. Os finais de semana ficariam reservados ao padrasto e aos avós maternos.

Os advogados da família brasileira de Sean informaram que vão recorrer contra a decisão.



Terra Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:03  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
blogs SAPO