notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
17.6.09

Repleta de mudanças físicas, a fase também é marcada por odores que incomodam

Rio - A passagem dos meninos para a adolescência é cercada de tantas dúvidas e desconfortos quanto para as meninas, mas, diferentemente delas, os rapazes costumam esconder seus receios, tentando ‘ser fortes’ na hora de enfrentar a pressão. Orientá-los sobre as transformações que irão acontecer em seus organismos é fundamental.

Por trás dos primeiros pelos pubianos, da barba e das espinhas, surgem situações por vezes constrangedoras, como odores nas axilas e outros locais do corpo. Especialistas garantem que tudo é passageiro. Enquanto dura, porém, cuidados básicos podem ajudar.

“Na puberdade têm início os primeiros picos de esteroides, que são hormônios sexuais produzidos na glândula supra-renal e depois, no caso dos meninos, nos testículos. Essa mudança ativa as glândulas sudoríparas apócrinas, localizadas nas axilas e na região genital.

O suor produzido por elas entra em contato com as bactérias da pele e causa mau cheiro”, explica o dermatologista Emerson de Andrade Lima, diretor da Sociedade Brasileira de Dermatologia.O problema é mais comum entre 11 e 13 anos, mas cada caso é um caso.

“No início, muitos ficam desesperados. Basta uma partida de futebol no recreio para ter a sensação ruim. Quando explicamos que os sintomas são sinais de que estão virando homem, eles ficam mais calmos. Para alguns, vira até motivo de orgulho”, ressalta Valéria Schincariol, endócrino-pediatra do Hospital São Vicente de Paulo.

DA CABEÇA AOS PÉS
A produção excessiva de hormônios e a ativação das glândulas de gordura e suor geram problemas como a caspa. O problema requer cuidado específico, que deve ser feito por especialista. “O xampu tem que ter poder de detergência, retirar toda a gordura do cabelo. Os que querem cultivar barba também precisam fazer a limpeza correta, pois além da gordura da pele, ela carrega resíduos de alimentos”, diz o dermatologista Emerson Lima.

O chulé também é bem comum entre adolescentes. Mas, neste caso, o problema não é causado por hormônios, e sim pela limpeza incorreta. Para resolver, nada de repetir a mesma meia várias vezes na semana. Os sapatos, principalmente tênis, devem ser usados com intervalos de dois dias, para que as bactérias não procriem. Secar bem os pés depois do banho, principalmente entre os dedos, é a solução ideal.

Higiene pessoal pode evitar problemas como infecção
Tabu maior entre os meninos dessa idade, o pênis requer atenção especial. O problema começa na produção de substância chamada esmegma no entorno da glande (ponta do pênis), cuja função é proteger a área. Em contato com a urina, pode produzir mau cheiro, já que a região é geralmente encoberta pelo prepúcio (pele), o que facilita a procriação de fungos e bactérias. “Limpar a glande é imprescindível, mas basta uma vez ao dia ou no máximo duas, no verão. A lavagem excessiva retira as defesas naturais e facilita a infecção”, orienta o urologista-pediatra Eloísio Alexsandro da Silva, da Santa Casa e do Hospital Pedro Ernesto. O médico faz ainda outro alerta: os meninos não devem usar talcos, polvilhos ou pomadas contra assaduras para manter a glande bem cuidada. “Pelo contrário: o efeito pode ser desastroso”, garante.

SINAIS: A PUBERDADE CHEGOU
O primeiro indicativo de que o menino está virando adolescente é o aumento dos testículos. Mostra que glândulas e hormônios começaram a funcionar.

PRÓXIMO PASSO
Surgem pelos pubianos, nos rostos e nas axilas. A voz começa a engrossar e espinhas podem aparecer.

GINECOMASTIA
É o aumento da glândula mamária dos meninos, comum nessa fase. Dura entre 1 e 2 anos. Não é provocada pela masturbação.

POR FLÁVIA SALME, RIO DE JANEIRO


O DIA ONLINE

link do postPor anjoseguerreiros, às 16:35 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO