notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
13.6.09
No cenário virtual, os crimes são reais, e por isso também é importante a fiscalização dos pais.Divertida ou educativa, a internet para as crianças também pode ser perigosa. Para evitar que elas sejam vítimas de crimes e ameaças, uma escola municipal de São José dos Campos passou a orientar os alunos sobre como se proteger em blogs ou sites de relacionamento.
Tão jovens e já com endereços só deles. Pelo menos na internet. Nos blogs, diários do mundo virtual, os adolescentes praticam a criatividade, mas com alguns limites. “Não coloquei meus dados pessoais, porque alguém pode ir lá e mexer no meu blog, tentar roubar”, disse o estudante Felipe André.
Lições aprendidas em sala de aula. Na escola, sabe-se que pelo menos 90% dos estudantes têm computador em casa, por isso os professores decidiram criar um módulo só com orientações sobre os perigos da internet. “Principalmente os cuidados que a gente deve ter com a exposição exagerada na internet. A gente nunca tem noção de quem poderá acessar”, conta a professora Lilian Carvalho.
“Tem que tomar muito cuidado. CEP, Nome de mãe, de pai, telefone, celular, nada eu coloco, pois eu tenho medo”, disse a estudante Samira Ferreira.
A ideia de que dentro de casa as crianças estão totalmente protegidas já não existe desde que surgiu a internet. No cenário virtual, os crimes são reais, e por isso é tão importante a presença dos pais de olho em cada clique.
A professora Rosalina Godoy criou regras que a filha Giovana precisa cumprir. “O computador fica na sala para a gente poder monitorar. Como ela não tem idade ainda, ela não usa esse tipo de site, como bate papo”, disse.
E a mãe está certa em ficar preocupada. Segundo a delegada da Delegacia de Defesa da Mulher, Juliana Puccini, há diversos crimes que podem começar pela internet. “Ameaça, injúria e os crimes de natureza sexual, alémda pedofilia”, explicou.
O que dificulta o trabalho da polícia é a legislação, já que as leis não são específicas para a internet. Por isso uma forma de combate também é virtual. O site censura.com.br trabalha em parceria com o Ministério Público Federal para combater a pedofilia. Em 11 anos, foram feitas mais de 130 mil denúncias.
Agora o endereço eletrônico está divulgando uma cartilha com orientações para os pais. São eles que podem proteger as crianças desses antigos crimes praticados com o apoio da modernidade. Como explica a diretora do site, Roseana Miranda. “O maior alvo dos pedófilos são as salas de bate-papo, porque é o local onde eles conseguem aliciar um número maior de vítimas”, disse.
“Minha mãe não me deixa fazer orkut, porque ela tem medo. Acho que eu sou uma das únicas daqui que não tem orkut”, disse a etudante Thaís Leite.



VNews
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:02  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
blogs SAPO