notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
7.4.09
Jan e Dave Griffith já estavam conformados com a morte da sua cadela, Sophie Tucker (já se foi o tempo em que cães se chamavam Rex e Totó). Quando o casal estava navegando no seu confortável iate na costa da Austrália, em novembro do ano pasado, o animal caiu na água e nunca mais foi visto.
Só que os Griffith não sabiam que a cadelinha estava revivendo a fantástica história de Robinson Crusoé. Sophie Tucker conseguiu nadar quase 10 quilômetros e atingir uma ilha no litoral do estado de Queensland. O mar é infestado de tubarões, mas a cadela náufraga conseguiu chegar a terra firme sem ferimentos.
Sozinha na ilha, Sophie Tucker, acostumada com a vida de cadela de madame, teve que se virar. Inicialmente, o prato era caranguejo. Depois, ela aprendeu a caçar filhotes de cabras selvagens e coalas. Carcaças foram encontradas.
A vida solitária na ilha durou quatro meses! Considerando que cachorro vive bem menos que o homem, foi um tempo considerável.
Sophie Tucker foi descoberta por funcionários de uma fundação para a preservação da vida selvagem e estava totalmente arredia ao contato humano. Quando souberam que os agentes haviam achado um cão, os Griffith entraram em contato. E tiveram a surpresa! Agora, depois do reencontro emocionante, os donos dizem que a cadela, da raça cattle dog, desenvolvida especialmente em fazendas australianas, está se readapatando ao convívio social. Só que o instinto de caça desenvolvido na ilha não a deixa. Coitados dos gatos da cidade de Mackay.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:24 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO