notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
5.2.09
RIO - Bill Gates assustou a platéia da conferência TED 2009 nesta quinta-feira ao abrir um pote cheio de mosquitos vivos, durante um discurso sobre a luta de sua fundação filantrópica contra a malária.
- Eu trouxe alguns mosquitos e vou deixar que ele voem pelo auditório. Não há motivos para apenas os pobres viverem essa experiência - disse Gates, que ficou em silêncio durante alguns segundos antes de acalmar a platéia, esclarecendo que os insetos não estavam infectados.
Chris Anderson, um dos organizadores da conferência, brincou que as manchetes noticiando o fato deveriam dizer "Gates lança mais bugs no mundo". A palavra "bugs", em inglês, pode significar insetos ou falhas em programas de computador.
Durante seu discurso Gates criticou a pouca atenção dada à malária, pelo fato da doença atingir principalmente pessoas pobres em países subdesenvolvidos.
- Há mais dinheiro sendo investido em remédios contra a calvície do que no combate à malária. Calvície é algo terrível, que aflige homens ricos. Por isso, esse assunto se tornou uma prioridade - ironizou o fundador da Microsoft.
Ele falou também sobre as estratégias existentes para o combate à doença, entre elas redes que protegem camas onde dormem mulheres e crianças e inseticidas, que na opinião do multimilionárioa deveriam ser distribuídas em países onde a doença é endêmica. Gates informou que há uma vacina em estágio avançado de desenvolvimento que pode salvar 2/3 das pessoas que hoje em dia morrem de malária.
O fundador da Microsoft, que deixou de trabalhar diretamente na empresa no fim do ano passado para se dedicar a filantropia, levantou outra questão importante em sua palestra: como formar bons professores?
Para Gates, 20% dos professores nos EUA fazem um bom trabalho, treinando as pessoas que vão criar as "próximas revoluções". A qualidade, no entanto, vem caindo ao mesmo tempo em que aumenta o êxodo escolar. Como uma possível solução ele sugeriu programas de avaliação de professores, que usam pesquisas sobre a eficiência das aulas e incentivam a troca de informações e técnicas entre os docentes.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:31 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO