notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
23.3.09
SÃO PAULO - O desempregado, ex-jogador, Janken Ferraz Evangelista, de 29 anos, está sendo procurado pela polícia e é acusado de esfaquear a mulher e fugir com o filho do casal, de um ano e oito meses. O crime ocorreu na noite deste domingo no Jardim da Saúde, na zona sul de São Paulo, no quarto andar de um prédio de luxo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) distribuiu fotos de Janken e da criança em rodoviárias e aeroportos no início da madrugada desta segunda, para impedir que o criminoso deixe o estado de São Paulo.
Moradores do prédio onde o casal residia afirmam que Evangelista chegou ao local por volta das 20h. A chegada e saída Quarenta minutos depois, saiu do prédio com o filho. A vítima, Ana Cláudia Melo e Silva, de 18 anos, foi encontrada morta por vizinhos.
Ana Cláudia veio da Bahia para São Paulo com o filho no fim do ano passado. O marido veio logo em seguida. Segundo vizinhos, o casal tinha um relacionamento conturbado.
- Ele tinha muito ciúme da vítima e obsessão pelo filho. Ele não gostou dela ter saído da Bahia. Dizem que ele era uma pessoa muito agressiva, principalmente com a vítima - afirmou o delegado José Eduardo Vieira Pinto.
A chegada e a saída de Janken foram filmadas pelo circuito interno do condomínio e devem ajudar a polícia nas investigações. No domingo, ele foi visto entrando no prédio por volta das 20h, após assistir um jogo no Pacaembú. As câmeras de segurança do edifício mostram o suspeito saindo do local 45 minutos depois com o filho nos braços.
Segundo a polícia, Janken e Ana Cláudia mantiveram um relacionamento durante três anos na Bahia, marcado por constantes brigas e agressões.
Ana Cláudia foi criada por uma tia desde os 2 anos de idade. Essa teria trazido Ana Claudia para morar em São Paulo em novembro passado. O filho do casal, Gabriel Ferraz de Melo, de um ano e oito meses, viajou com a mãe sem que o pai da criança soubesse. Desde então, a recepcionista passou a morar com um irmão no Condomínio Gemelli di Francesco.
Ao chegar em São Paulo, a recepcionista entrou na Justiça para conseguir a guarda do filho, argumentando que sempre apanhava do marido. No entanto, o ex-jogador conseguiu na Justiça o direito da visita assistida ao menino.

Fonte: O Globo On-line, Band-News, Último Segundo
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:13 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO