notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
9.3.09
O Tribunal Regional Federal da 3ª Região condenou o pianista João Carlos Gandra da Silva Martins e seu ex-sócio na construtora Entersa, Rubens Kaufman, por crimes contra a ordem tributária no caso Paubrasil, esquema ilegal de arrecadação para as campanhas de Paulo Maluf em 1990 e 1992.As penas de prisão foram substituídas por penas restritivas de direito. Cabe recurso. O réu Ettore Gagliardi teve a prescrição reconhecida, por ter mais de 70 anos.Na denúncia -rejeitada pelo então juiz federal João Carlos da Rocha Mattos-, a Paubrasil Engenharia, da qual Martins era sócio, emitia notas fiscais "frias" a empresas doadoras. A contabilidade da Entersa foi fraudada."Estou bem consciente da minha inocência", afirmou João Carlos Martins. "Nunca tomei decisões sobre a Entersa. Sempre assumi minha responsabilidade na Paubrasil". A Folha não conseguiu ouvir Kaufman. A assessoria de Paulo Maluf disse que o deputado "não tem nada a ver com o caso Paubrasil".


Fonte: Folha On-line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:15  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO