notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
7.3.09

CHICAGO - Ter sobrepeso na região abdominal pode afetar a capacidade pulmonar, indica estudo feito com 120 mil pessoas na França. O alerta dos médicos reforça os últimos estudos científicos, que ligam o excesso na região da cintura a uma série de problemas de saúde.
A obesidade abdominal tem sido associada ao diabetes, à pressão arterial elevada e às doenças cardiovasculares, e ao um quadro perigoso de saúde conhecido com síndrome metabólica. Agora, os pesquisadores mostram que ter vários centímetros a mais na cintura pode comprometer o funcionamento dos pulmões e ser tão prejudicial à capacidade respiratória quanto o tabagismo e a obesidade comum.

O estudo, realizado na França, acompanhou a saúde de 120 mil pessoas. Os pesquisadores avaliaram periodicamente a capacidade pulmonar dos participantes, levando em consideração hábitos como o de fumar e o de beber, e também seu contexto demográfico. Junto com a avaliação pulmonar, foram feitos testes que avaliam a saúde metabólica, como a medição da cintura e do índice de massa corporal (IMC).
"Existe uma relação estreita entre a quantidade de gordura abdominal e a capacidade pulmonar, independente de danos prévios no pulmão ou de um quadro de síndrome metabólica" escreve a médica Natalie Leone, do Instituto Francês para a Saúde e a Investigação, na edição deste mês do American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine.
Segundo a OMS, mulheres com mais de 89 centímetros de circunferência abdominal e homens com mais de 101 centímetros de barriga se encaixam no quadro de obesidade abdominal.
Outros estudos já apontaram uma ligação entre o mau funcionamento pulmonar e uma incidência maior de hospitalização causada por doenças cardíacas.
Apesar de a pesquisa não deixar isto claro, os pesquisadores acreditam que a gordura abdominal prejudicaria o funcionamento do diafragma e da musculatura peitoral. O excesso de gordura também aumenta a inflamação no corpo, deixando o organismo mais suscetível a vários tipos de doenças.
- Ainda que os motivos não estejam claros, acredito que há informações o suficiente para as pessoas entenderem que precisam controlar a medida da cintura como forma de evitar complicações pulmonares. A quantidade de gordura abdominal está se tornando, cada vez mais, um indicador de saúde - afirma o médico Paul Enright, da Universidade do Arizona.


link do postPor anjoseguerreiros, às 17:50 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO