notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
19.6.09
A investigação da Delegacia de Homicídios (DH) sobre o desaparecimento da engenheira Patrícia Amieiro Franco, de 24 anos, em junho de 2008, na Barra da Tijuca , vai resultar no indiciamento de seis PMs por homicídio doloso qualificado e ocultação de cadáver. O inquérito revela ainda que os policiais, do 31º BPM (Barra), recorreram a milicianos de Jacarepaguá para dar sumiço ao corpo, que teria sido queimado num "micro-ondas" - fogueira feita com pneus.
O inquérito, a cargo do delegado Ricardo Barbosa, deverá ser enviado ao Ministério Público na próxima semana. A investigação detalha a participação de cada um dos seis PMs. O cabo Marcos Paulo Nogueira Maranhão e o soldado William Luiz dos Nascimento, que estavam de serviço numa patrulha na saída do Túnel do Joá, na Barra, serão indiciados por homicídio doloso qualificado, cuja pena varia de 12 a 30 anos de prisão, e ocultação de cadáver, delito punido com um a três anos de reclusão.
Um dos PMs envolvidos na ocultação do corpo teria ligação com milicianos de Curicica e Rio das Pedras, em Jacarepaguá. Com o auxílio dos paramilitares, o corpo da jovem foi queimado. Em meio à investigação, partes de uma ossada chegou a ser recolhida num terreno em Curicica. A análise da perícia, no entanto, descartou que o corpo fosse de Patrícia. Há ainda informações de que a jovem foi queimada às margens de um canal em Rio das Pedras.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:19  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
blogs SAPO