notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
22.1.09
Roger Abdelmassih, 65, o mais conhecido especialista em reprodução humana assistida do país, está sendo investigado pelo CRM (Conselho Regional de Medicinal) por ilegalidades como inseminação com a escolha do sexo do bebê e troca de óvulos entre suas pacientes, inclusive com o desconhecimento delas.
A informação é do presidente do CRM-SP, Henrique Carlos Gonçalves. Ao portal UOL, ele falou que, embora existam recursos tecnológicos para essas práticas, elas são proibidas e ferem a ética médica.
Gonçalves falou que, por essas ilegalidades, existem “vários processos” contra o médico, mas nada adiantou sobre o andamento deles e quando foram abertos. Abdelmassih, em entrevistas dadas nos últimos anos, falava que suas pacientes poderiam escolher o sexo de seu bebê.
O portal ouviu uma mulher que tomou conhecimento de uma dessas entrevistas e se tornou paciente do médico. “Ele [o dr. Abdelmassih] disse que me daria um filho homem”, falou ela, que se manteve no anonimato. “Falou que seria um caso muito rápido.” Ela já tinha então três filhas.
Essa paciente tratou-se com o médico por dois anos, gastou cerca de R$ 120 mil e não conseguiu engravidar-se.
Dois anos após o tratamento, ela engravidou-se naturalmente – teve mais uma filha.
Veronica Calheiros,esposa de Renan Calheiros, veio durante muito tempo, toda semana à São Paulo, para fazer tratamento com o médico: “"Eu sempre quis ter uma filha e o Renan sempre quis me dar uma filha", diz. "Isso ficou até engraçado, né? Porque ele queria tanto que acabou tendo uma [filha] fora do casamento!", Teria ela escolhido também o sexo do bebê?
A previsão do promotor de justiça José Reinaldo Carneiro, do Ministério Público do Estado de São Paulo, é que o inquérito policial termine em fevereiro, quando o Ministério Público do Estado de São Paulo deverá denunciar (acusar) o médico à Justiça.
Antes disso, o CRM, que tem sido criticado por ex-pacientes de estar sendo conivente com os supostos crimes do médico por causa da demora da apuração de denúncias, deverá cassar a licença de médico de Abdelmassih.
Desde que as denuncias obtiveram repercussão com a notícia publicada pela Folha de que o médico está sob investigação da polícia e do MP, a clínica de Abdelmassih não tem sido procurada por novas pacientes.

*parte da notícia foi extraída do blog do jornalista Paulo Roberto Lopes http://e-paulopes.blogspot.com/2009/01/dr-roger-tambm-investigado-por-prtica.html

link do postPor anjoseguerreiros, às 11:28 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO