notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
31.3.09

Agora é oficial: nesta terça (31), o Vaticano colocou sob intervenção a ultraconservadora Legionários de Cristo, fundada em 1941 pelo padre mexicano Marcial Maciel. Nos próximos meses, as unidades da ordem vão receber “visitantes apostólicos” cujos relatórios servirão para uma profunda reforma na Legionários.
Maciel foi um safado. Morto ao final de 2008, aos 87 anos, por décadas ele abusou sexualmente de seminaristas – até um sobrinho seu não escapou de sua perversão.
Ele teve amantes, mulheres e homens. Com uma delas, uma espanhola, teve uma filha que hoje está com um pouco mais de 30 anos. Há suspeita de que teve outros filhos.
Maciel teve várias namoradas, na maioria viúvas ricas nas quais aplicou o golpe do baú. Algumas delas deixaram fortunas para a Legionários de Cristo, que é hoje, entre as ordens católicas, a mais ricas. Ela é conhecida como “Os Milionários de Cristo”.
O padre ia com frequência à Santa Fé na época do João Paulo 2º. Maciel tinha lá, em um seminário, um quarto onde recebia suas amantes.
Ele também seria usuário de drogas.
Embora as primeiras denúncias sobre as perversões do padre tenham se tornadas públicas nos anos 70, o Vaticano, até João Paulo 2º, preferiu ‘acreditar’ na versão da hierarquia da ordem segundo a qual tudo não passava de mentiras, calúnias.
João Paulo chegou a declarar que Maciel era um exemplo a ser seguido por padres e bispos.
Maciel só foi afastado pelo Vaticano da Legionários quando a sua saúde estava debilitada, alguns anos antes de sua morte.
Quem o sucedeu foi o padre Álvaro Corcuera, que continua à frente da ordem. Corcuera e demais integrantes da hierarquia da Legionários são crias do Maciel.
Em recente manifestação sobre a crise na entidade, Corcuera não teve coragem de citar o nome de Maciel, mas admitiu que “aprendeu muito com o fundador”. Na entidade, havia um culto à personalidade do padre.
A Legionários de Cristo está presente em 18 países, incluindo o Brasil (mantém um seminário em São Paulo). Tem 900 sacerdotes e 3.000 seminarista. O seu braço leigo, a Regnum Christi, possui cerca de 70 mil associados.
Religiosos que pertenceram à ordem – alguns hoje ex-padres – afirmam que Maciel foi devasso por muito tempo porque contou com a omissão dos integrantes da Legionários.
Esse religiosos entendem que, se essas pessoas não forem defenestradas, a ordem naufragará no mar de lama na qual navega há décadas.
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:24  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO