notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
21.4.09
Máquina que não registrava saques 'deu' R$ 194,6 mil aos dois. Eles foram detidos e terão de fazer 250 horas de trabalho voluntário.

Um casal britânico foi condenado nesta segunda-feira (20) a 250 horas de trabalho voluntário por retirar indevidamente dinheiro de um caixa eletrônico.
Joanne Jones, 33 anos, e o marido, Darren, 29, embolsaram cerca de 60 mil libras (R$ 194,6 mil) durante os três meses em que exploraram a falha de um caixa eletrônico: a máquina localizada em um supermercado de Billericay dava o dinheiro, mas não registrava o saque.
Com isso, eles passaram a retirar em média 300 libras (cerca de R$ 973) por dia. O casal gastou cerca de R$ 30 mil em um carro esportivo e R$ 3,2 mil em uma suíte. Além disso, eles separaram cerca de R$ 87,5 mil em envelopes com as seguintes identificações: “dinheiro de roupa”, “dinheiro do carro”, “dinheiro da viagem”, “dinheiro da cozinha”, “dinheiro do bebê” e “dinheiro da dívida”.
Segundo o jornal “Daily Mail”, que divulgou a notícia, o banco vai tomar as medidas cabíveis para recuperar as perdas causadas pelo casal, que tem três propriedades. Além do trabalho voluntário, eles serão supervisionados pela Justiça durante um período de dois anos – eles podiam ter pego até nove meses de prisão, mas escaparam.

'Conto de fadas'
O juiz Christopher Mitchell, responsável pela sentença, afirmou que marido e mulher foram motivados por muita ambição. “Parecia um conto de fadas. Era só colocar o cartão de plástico em uma parede e o dinheiro aparecia, sem que sua conta bancária registrasse o saque”, disse. Os dois descobriram a falha em março do ano passado, quando começaram a fazer saques diários por 88 dias.
O banco começou a investigar o caso depois de perceber que mais dinheiro havia sido sacado do que os registros mostravam. Uma câmera então foi instalada e mostrou as visitas diárias do casal à máquina. Eles foram detidos, e a polícia encontrou o dinheiro na cozinha da casa deles. Havia também recibos de lojas de luxo.
Joanne, que tinha um salário anual de 40 mil libras (cerca de R$ 130 mil) da empresa financeira onde trabalhava, foi demitida após se declarar culpada de furto. Seu marido também admitiu ser culpado.



fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO