notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
16.6.09

NOVO DESAFIO Wilson Cotrim resolveu virar maratonista aos 60 anos

Dos 15 aos 60, passamos por várias crises. Especialistas indicam como usá-las para se tornar uma pessoa melhor

Crise de idade: só de ouvir a expressão, algumas pessoas se arrepiam. Os sintomas deste momento variam, mas é comum sentirse perdido e ansioso diante das dúvidas, questionamentos e interrogações inerentes que os momentos de mudança carregam. Compreender essas fases e aceitá-las pode ser a chave para evitar crises mais intensas adiante, ao rever valores, repensar atitudes e definir caminhos futuros. A questão que se coloca é: como atravessá- las tirando o maior proveito possível, sem sofrimento desnecessário? No mercado americano, o assunto está preenchendo prateleiras. Desde o final de 2008, uma enxurrada de lançamentos que abordam principalmente a da meia-idade e a dos 25 anos oferece soluções e caminhos para lidar com esses períodos de transição e sair deles no rumo certo.
A crise dos 40 anos é uma das mais agudas, pois costuma ser vista como a última oportunidade para uma guinada de vida. Foi o que fez a executiva da área de marketing Carla Loretta Nórcia, 42 anos. Depois de 17 anos numa empresa de autopeças, ela percebeu que não se identificava mais com muitos comportamentos recorrentes no ambiente corporativo. "Eu me desencantei", diz Carla. Cansada de fofocas e da competição agressiva, está de malas prontas para se mudar com o marido e as duas filhas para Itacaré, na Bahia, no fim do mês. Carla pretende usar toda a experiência como executiva para abrir um negócio próprio.
A idéia é uma loja de roupas e peças de decoração em chita. "Quando você é adolescente, cria ideais de sucesso. Mas, fora do mundo corporativo, isso não tem significado nenhum", diz Carla. A ficha caiu há cinco anos, quando ela passou por um marco histórico, uma grande desilusão com colegas de trabalho. A partir daí, começou a reorganizar a vida em função de outros valores. "O que eu desejo ter é qualidade de vida para mim e para as minhas filhas."

Para os especialistas, a meia-idade é uma passagem decisiva. "Até os 25 anos, a pessoa não tem história nenhuma. Em torno dos 40, já tem experiência", afirma Dulce Critelli, terapeuta existencial e professora de filosofia da Pontifícia Universidade Católica (PUC), de São Paulo. "Nessa fase, a pessoa percebe que muito do que ela fez foi porque os pais queriam ou por influência de amigos." É o momento de avaliar erros e acertos, conquistas e perdas, e pensar em como será a outra metade da vida.

Planejamento de vida

Mesmo no caso de quem tem o currículo recheado de metas cumpridas, é recorrente o sentimento de que faltou autorrealização e a vontade de mudar de rumo, como ocorreu com Carla. Entre as dificuldades na hora de assumir mudanças radicais está justamente a bagagem de quem chegou à meia-idade. Família, filhos, experiência em uma área: são todos fatores que precisam ser levados em conta no planejamento da vida que se quer ter. "Por mais que existam vários ciclos de vida, os problemas se repetem em idades diferentes e proporções diferentes. Aos 40, a proporção é muito maior", diz Sulivan França, presidente da Sociedade Latino-Americana de Coaching. Além do coaching profissional, para executivos, a modalidade voltada para resoluções pessoais tem crescido. "Pela experiência que eu tenho, normalmente, a pessoa quer mudar no auge da carreira", diz França.

60 Anos
A crise estigmatizada por uma aposentadoria de pijama em frente à televisão saiu de cena. Com a expectativa de vida cada vez maior, essa geração entra em conflito com a possibilidade de inventar histórias futuras, algo que não existia no passado

Saúde
É um bem que precisa ser cultivado muito antes, incluindo na agenda atividades físicas e alimentação saudável. A autonomia ganha um valor enorme com os anos

Relacionamentos
É importante se abrir para novas relações e fortalecer as antigas. Hobbies ou uma nova atividade produtiva ajudam a criar uma nova rede social

Expectativas
Nessa fase, com a vida estável, a prioridade é a satisfação pessoal. Toda a experiência do passado pode ser aplicada numa atividade produtiva e gratificante



Isto É

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:31 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO