notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
24.3.09
FLORIANÓPOLIS - A Justiça decidiu mandar a júri popular o finlandês Toni Hakala, 28 anos, acusado de matar e enterrar o corpo da dançarina do Bokarra Club, em Florianópolis, Elisângela Cordovil Coelho, 29 anos. Elisângela foi morta no dia 23 de março de 2008 na casa onde Toni morava. Segundo a denúncia do Ministério Público, o finlandês estrangulou a ex-namorada para que não o denunciasse por suposto envolvimento com o tráfico de drogas. Ele teria contado com a ajuda de um amigo finlandês para esconder o corpo na Praia do Moçambique, Leste da Ilha, levando a vítima no carro dela, um Fox preto apreendido pela polícia.
O juiz Luiz Cesar Schweitzer determinou que Hakala seja julgado por assassinato, ocultação de cadáver e furto qualificado. Se for condenado às penas máximas, pode pegar até 41 anos de prisão. A data do júri ainda não foi marcada.
Toni está preso na Penitenciária de Florianópolis. Ele foi preso em abril do ano passado e negou o crime, mas confessou que enterrou o corpo em Moçambique. Toni sustenta que saiu da casa depois de discutir com Elisângela e ao voltar a encontrou morta.
Mais cinco pessoas foram denunciadas, entre elas outro finlandês, Tero Yijala, que estava na casa de Toni no dia da morte e é acusado de ajudar a ocultar o corpo. Tero está na Finlândia, pois sua participação no crime só foi identificada depois que ele já tinha viajado.
Os outros quatro envolvidos, Aílton Luis Nunes da Silva, Chrystopher George Lopes, Alexandre Toniaço Bonassa e Marco Antonio Vetro de Marco são acusados de receptar o carro da dançarina.

A VEZ DESSE JÁ CHEGOU!!!!!


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:02  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO