notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
10.2.09
Suspeito disse que cobriu rosto do filho com sacos antes de queimá-los.Ele negou que as crianças tenham sido assassinadas por sufocamento.
Terminou às 14h20 a reconstituição de uma das versões do assassinato dos irmãos esquartejados em Ribeirão Pires, no ABC. O trabalho iniciado às 9h encenou o crime a partir do depoimento do pai das crianças que, junto com a madrasta delas, foi indiciado pelo crime.

A versão da madrasta será encenada nesta tarde, sem a presença da suspeita. Uma policial vai substituir a presença dela na encenação.

Relato do pai
Durante a reconstituição desta manhã, o pai das crianças disse que elas não foram sufocadas - versão divulgada anteriormente pela polícia.
Segundo o perito criminal Nelson Gonçalves, diretor da Polícia Científica de Santo André,que participou da reconstituição, o pai das crianças afirmou que estrangulou o menino mais novo e a madrasta esfaqueou a barriga do mais velho.
De acordo com o perito, o pai disse que colocou os sacos na cabeça dos filhos antes de queimar os corpos, pois não queria ver o rosto deles. A polícia achava que as crianças tinham sido sufocadas, porque havia vestígios dos sacos nas cabeças delas.

Fossa
Nesta manhã, os peritos localizaram vísceras das crianças na fossa que fica atrás da casa. Um forte odor de material podre fez com que a polícia chegasse ao local. O perito acredita que as vísceras foram jogadas no vaso sanitário, pois não há sinais de que a tampa da fossa tenha sido removida. Segundo ele, o pai das crianças não relatou em depoimento ter jogado as vísceras das crianças na rede de esgoto e surpreendeu com a descoberta. De acordo com Gonçalves, o suspeito relatou o crime com detalhes e disse que os assassinatos ocorreram simultaneamente. A polícia afirma que, o afirmou em depoimento que a madrasta matou o menino mais velho no quarto e ele estrangulou o mais novo na sala. Ao longo da reconstituição, o preso não chorou. Apenas a irmã dele ficou bastante emocionada.

A perícia ainda não concluiu a causa da morte das crianças. A única certeza é que, depois de mortas, elas foram queimadas e, em seguida, esquartejadas. Segundo Gonçalves, isso será feito com base na reconstituição e nos exames das partes dos corpos encontradas. "Vamos fazer um laudo policial conclusivo e irrefutável na esfera judicial."


FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:28 

De Maria Célia a 10 de Fevereiro de 2009 às 14:36
E o monstro ainda teve a coragem de contar todos os detalhes!!!!!
Cobriu o rosto com o saco para não ver a cara dos filhos...tão bonzinho!!!!
Tudo por causa de uma bandida!!!!
Vamos ver se o Conselho Tutelar não comete mais nenhum erro desse gênero.

Maria Célia

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO