notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
25.5.09
Prevenção é saúde e menor custo social
A busca por soluções eficazes para dominar o aumento de pressão intra-ocular, uma das causas que desencadeiam o glaucoma, é permanente na indústria de medicamentos. Somente nos Estados Unidos, o custo com que arca o país para tratar casos de glaucoma alcança a cifra de R$ 3 bilhões por ano, de acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). "É tanto investimento quanto o exigido em uma guerra", compara o oftalmologista do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB), especialista em glaucoma, Juscelino Oliveira. O último relatório do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) informa que o glaucoma será responsável pela perda de visão de 8,4 milhões de pessoas no mundo até 2010. No Brasil, a estimativa é de que quase cem mil pessoas sejam portadoras da neuropatia, considerada a maior responsável pela perda de visão sem solução da atualidade.Conforme Oliveira, o método mais coerente de evitar que o glaucoma chegue de surpresa e se instale sem solução é reconhecer os fatores de risco e consultar anualmente o oftalmologista. Há diferentes tipos de glaucoma, o neovascular, que provoca a geração de novos vasos nas enfermidades retinianas, o de ângulo aberto, que se caracteriza pelo aumento de pressão e excesso de produção de líquidos intra-oculares, enumera o médico. O glaucoma de ângulo fechado, que apresenta pressão intra-ocular elevada pela diminuição do escoamento de líquidos. A origem do glaucoma pode estar em um fator genético ou secundário, quando surge a partir de traumas, queimaduras, mal-formações, inflamações pós-cirúrgicas, por medicamentos, diabetes e oclusões vasculares.Segunda maior causa conhecida de cegueira no mundo, o glaucoma é responsável por 12,3% dos casos de perda de visão em adultos, atrás apenas da catarata (47,8%), que é reversível. Quando se trata de cegueira irreversível, o glaucoma é a maior causa. Conforme o CBO, a prevalência do glaucoma aumenta com a idade. É estimada entre 1% a 2% na população de forma geral, chegando a 6% a 7% após os 70 anos de idade. Quanto mais cedo o paciente iniciar o tratamento para o glaucoma, menores serão os danos relacionados com a perda de visão e mais fácil o controle da doença, alerta Juscelino Oliveira.
Fonte: eAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:58 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO