notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
18.3.09
Emoção, falta de provas e Habeas Corpus marcaram o primeiro dia de depoimentos na CPI da Pedofilia

Foi um dia com muita emoção, falta de provas contra os acusados e com a concessão de um Habeas Corpus favorecendo o médico e o usineiro que estavam foragidos desde a última quarta-feira. O senador Magno Malta se disse indignado, e em pleno plenário da Câmara Municipal, fez o seu protesto contra a decisão dos desembargadores do TJ que concederam o benefício. A sessão terminou após ouvirem a amante de um dos envolvidos, que disse que seu namorado ficava na frente da escola, com a camionete ligada, para que "namorassem" com o ar-condicionado ligado. No final, teve que ser escoltada pela Polícia Militar, pois populares ameaçavam linchá-la. A namorada do empresário José Emanuel Volpon Diogo, Solange Cristina Barrison, após seu depoimento, na saída da Câmara Municipal, precisou ser escoltada por policiais militares. Várias mães de vítimas que estavam no plenário saíram atrás da mulher para tentar fazer justiça com as próprias mãos. A polícia interveio e conseguiu acalmar as genitoras. Por alguns instantes houve tumulto na porta do plenário. A fala da amante do médico foi considerada como "consistente" pelos próprios membros da CPI da Pedofilia.
Mesmo com o Habeas Corpus não está garantida a apresentação dos suspeitos na CPI. Os trabalhos começaram atrasados; pais das vítimas foram ouvidas, bem como como autoridades que cuidaram dos inquéritos policiais. O senador Romeu Tuma chegou a se emocionar enquanto ouvia uma das mães, que contou de suas dificuldades, e que uma de suas filhas foi abusada na própria cama. O presidente da ONG, do Jardim Alpino, Geraldo Corrêa disse não ter medo, mas reconheceu que vem sendo ameaçado. E pediu proteção ao senador Magno Malta, presidente da CPI. Disse não ter recebido o respaldo das autoridades catanduvenses.
Apesar disso tudo, o que mais transpareceu é que por enquanto a CPI não tem provas e está tateando no escuro, buscando algo que justifique sua presença em Catanduva e a acusação contra os suspeitos.

Senador afirma que as oitivas do primeiro dia da CPI foram positivas

O Senador Magno Malta, afirmou durante intervalo das oitivas que o segundo inquérito se instalou porque ouve falhas no primeiro, e que o segundo é tão problemático como o primeiro.
“Fiquei muito triste em ouvir da delegada Rosana, que cometeu um erro. É lamentável comunicar o advogado do averiguado e convidá-lo para fazer busca e apreensão. É obvio que a CPU não seria localizada”, disse o Senador.
Para a comissão, a delegada cometeu um erro grave, porque várias provas foram destruídas com essa ação.
Posteriormente a CPI poderá fazer uma recomendação a corregedoria da Polícia Civil sobre o fato.
“O gesto de assumir publicamente foi de muita grandeza por parte da delegada. O problema é que as crianças falaram que eram filmadas e fotografadas, e perdemos possíveis provas” explicou Malta.
O balanço do primeiro dia foi positivo, pessoas foram ouvidas e declarações foram registradas.
“Amanhã ouviremos os presos e outras pessoas que não terão os nomes divulgados, porque serão convidadas a comparecer na CPI no momento que estiver ocorrendo as oitivas. Com certeza vamos trabalhar para punir muita gente”, afirmou o Senador.
A delação premiada, além de ser oferecida para o Zé da Pipa, outros presos poderão receber o mesmo benefício, caso colaborem com as investigações.
O vice-presidente da CPI, Senador Romeu Tuma, explicou que o primeiro inquérito teve uma sequência não terminativa, conforme expôs a delegada Maria Cecília.
“Uma ordem de serviço da delegada não foi conclusa e entrou no segundo inquérito, como ela tinha pressa porque com o réu preso o prazo diminui muito, precipitou-se para o encerramento. Assim quando veio o segundo fato, a outra delegada recebeu do juiz as providências que deveriam ser tomadas com depoimentos que tomou em juízo”, esclareceu o Senador.
Com a participação de todos os órgãos da segurança pública, a CPI acredita que os procedimentos serão harmoniosos e os culpados serão colocados na cadeia.
Fonte: Passando a Limpo
Notícias da Manhã



link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

De Anónimo a 19 de Março de 2009 às 16:57
Alguém acredita que conseguirão levar para a prisão esses pedófilos imundos?
Não,com certeza.
E sabem por que?
Pessoas da alta cúpula devem estar no meio dessa sujeira toda.
Existe algo de poder nesse reino.

De Anónimo a 19 de Março de 2009 às 16:57
De poder não, desculpe-me, de podre mesmo.

De Anónimo a 19 de Março de 2009 às 17:05
Imaginem vocês, que a delegada ligou para o médico pedófilo, avisando-o que ele seria investigado, e que deveria sumir com o computador e td que pudesse incriminá-lo.
Muito boazinha ela, né não?

De carmen a 19 de Março de 2009 às 19:45
caros leitores.........
estamos indignados tanto quanto vocês; é evidente que há algo de muito "podre" atrás disso..........e que a delegada "errou" propositalmente para servir aos interesses dos acusados.
obrigada por suas visitas
carmen e maria celia

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO