notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
29.12.08

SÃO PAULO - O endocrinologista Carlos Antonio Negrato, pai da estudante de direito Isabella Baracat Negrato, de 20 anos, continua internado. Ele sofreu um choque emocional ao saber da morte da filha, no último dia 19, durante um cruzeiro universitário no navio MSC Opera, em Ilhabela. Segundo a Polícia Federal, a garota foi asfixiada com o próprio vômito em conseqüência de excesso de bebida alcoólica.
A empresária Maria Lúcia Baracat, mãe da estudante, tem recebido o apoio de parentes e amigos.
- Devagarinho ela vai reagindo. A vida dela tem que continuar - diz o advogado Celio Amaral, amigo da família.
Amaral acredita que, no início do ano, Maria Lúcia deverá voltar ao trabalho, em sua loja de móveis e decorações.
Maria Lúcia não queria que a filha fizesse esse cruzeiro, mas Isabella insistiu muito. Segundo o advogado, antes de sair de casa, em Bauru, a estudante chegou a pedir desculpas à mãe.
- Era como se soubesse que aquele era o último encontro. A Isabella se despediu da mãe e disse: 'Me desculpa se fiz algo que a magoou'", conta.
Isabella estava com viagem marcada para os Estados Unidos, onde morava a irmã caçula, Rafaella, de 16 anos. Ela e o pai iam passar o Natal lá. Com a morte da irmã, Rafaella desistiu do intercâmbio cultural que fazia para ficar junto com os pais, que são separados.
A família de Isabella tem recebido mensagens de solidariedade de várias partes do país e do mundo, em especial de pessoas desconhecidas. Na missa de sétimo dia da estudante, sexta-feira, a igreja ficou lotada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:06  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Dezembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26



arquivos
blogs SAPO