notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
27.2.09
RIO - O bispo britânico Richard Williamson pediu nesta quinta-feira perdão a "Deus e ao Papa" por ter negado a magnitude do Holocausto, segundo a agência católica de notícias Zenit. Williamson disse que suas declarações sobre a matança de judeus na Segunda Guerra Mundial foram deploráveis.
O perdão foi pedido em uma carta, depois do regresso de Williamson a Londres, ocorrido na quarta-feira, após expulsão da Argentina, onde vivia e trabalhava.
"A todas as almas que ficaram honestamente escandalizadas pelo que eu disse, ante Deus, lhes peço perdão. O Santo Padre e meu superior, o bispo Bernard Fellay, pediram que eu reconsidere as declarações que fiz em um canal de televisão da Suécia há quatro meses, pois suas consequências foram muito fortes", escreveu Williamson na carta a Bento XVI.
Williamson sustentava que provas históricas indicavam que apenas 300 mil pessoas morreram nos campos de concentração e que as câmaras de gás não existiram.
Milhões de pessoas - não apenas judeus, mas também eslavos, ciganos, homossexuais e deficientes físicos - foram exterminadas pelo regime de Adolf Hitler nos campos de Auschwitz-Birkenau, Belzec, Chelmno, Majdanek, Maly Trostenets, Sobibor e Treblinka II, segundo estudos.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:26  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
visitas
blogs SAPO