notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
9.2.09

Italiana em coma há 17 anos morre após ter a alimentação suspensa



A italiana Eluana Englaro, 38, morreu nesta segunda-feira, às 20h10 locais (17h10 de Brasília), após 17 anos em estado vegetativo e uma longa briga na Justiça para que permitissem sua morte, informaram fontes locais."Sim, ela nos deixou", disse Beppino Englaro, pai de Eluana, citado pela Ansa. "Mas não quero dizer nada. Só quero ficar sozinho.
"Ela esteve no centro de uma longa batalha judicial que se tornou política nos últimos dias. O premiê Silvio Berlusconi tentou proibir a suspensão da alimentação e da água da italiana, enquanto o presidente Giorgio Napolitano considerava a medida do premiê inconstitucional.
Eluana morreu enquanto o Senado italiano discutia a aprovação de uma lei que proibisse a suspensão da sua alimentação, que já havia começado na última sexta-feira (6). Nesse dia, Berlusconi criou um decreto-lei para evitar a suspensão, mas Napolitano recusou-se a assinar o documento. O premiê então encaminhou a mesma proposta como projeto de lei ao Senado. Berlusconi esperava aprová-la em tempo recorde para evitar a morte de Eluana.
O arcebispo Albert Malcolm Ranjith, secretário da Congregação para o Culto Divino, havia ameaçado nesta segunda-feira de excomunhão quem interviesse na morte de Eluana.
Batalha
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Há quase uma década, os familiares decidiram pleitear na Justiça uma autorização para deixar a mulher morrer sob a alegação de que essa seria a vontade dela.Na Itália, pacientes têm o direito de recusar tratamento, mas não existe uma lei que lhes permita dar orientações sobre qual tratamento gostariam de receber no caso de um dia ficarem inconscientes. Foi graças a essa brecha que, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte de Eluana.Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, esgotando a possibilidade de recursos.
Repercussão
Ao saber da morte de Eluana, os senadores fizeram um minuto de silêncio. O presidente do Senado, Renato Schifani, expressou solidariedade ao pai de Eluana, e disse que "este é um momento de reflexão no qual todos, a começar pelos políticos, devem refletir sobre o direito da vida e da morte".
O vice-presidente do grupo conservador no Senado, Caetano Quagriello, tomou o microfone e afirmou que "Eluana não morreu, mas foi assassinada".
A Câmara dos Deputados também fez um minuto de silêncio.
No Vaticano, o ministro da Saúde, Lozano Barragán pediu "que o Senhor a acolha em seu seio e perdoe a quem a levou deste mundo". O ministro da Saúde da Itália, Maurizo Sacconi, após expressar sua solidariedade com o pai de Eluana, instou o Senado a aprovar o projeto de lei "para que o sacrifício de Eluana não seja inútil".
Berlusconi lamentou a morte de Eluana e lamentou que a ação do governo não tenha sido suficiente para salvar sua vida.
Pai em defesa da morte da filha
Giuseppe Englaro, pai de Eluana disse neste domingo, em entrevista ao jornal "La Nación", que a batalha judicial pela autorização para cortar a alimentação e a hidratação da filha representa a vontade ela. "Não fizemos nada além de dar voz a Eluana."
Conforme o pai, algumas semanas antes de sofrer o acidente de trânsito que a deixaria em coma, Eluana --chocada com uma história de um amigo-- afirmou que não iria quer ficar viva por meio de aparelhos. "[Eluana] ficava horrorizada com estes casos, ao ponto de dizer que ela não aceitaria isso jamais".O pai afirmou ainda que, "desde o início, cinco dias depois do acidente", já lhe parecia muito natural pedir que os médicos a deixassem morrer, pois eles já queriam "uma traqueostomia para ligá-la ao respirador". "Pedimos sempre apenas o respeito à vontade de Eluana e à sua maneira de ser".
Em relação aos protestos da Igreja Católica sobre os desejos da família, Englaro afirmou que a instituição não deveria buscar impor crenças e valores ,que derivam da fé, à toda a comunidade.
Neste sábado (7), Englaro chamou as atitudes do primeiro-ministro do país, Silvio Berlusconi, para tentar impedir a morte de Eluana, de "tortura desumana".

Fonte: Folha on-line

leia também: Eutanásia: um assunto polêmico
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:38  comentar

De Anónimo a 9 de Fevereiro de 2009 às 20:52
O seu espírito se foi... porque morta ela já estava há 17 anos.

De carmen a 10 de Fevereiro de 2009 às 09:14
esta é uma questão bastante controversa: onde estaria a vida? nos batimentos do coração? no cérebro? o que se foi? seu espírito ou seu corpo? ou os dois?
muito obrigada por sua participação
volte sempre
carmen

De Anónimo a 10 de Fevereiro de 2009 às 09:36
acredito sempre que nunca morremos, por isso acredito que sua materia ja não estva mais em estado de vida, ouve um desligamento mais a vida continua e esperamos que ELuana aceite sua historia...

De Maria Célia a 10 de Fevereiro de 2009 às 10:27
Concordo com você e que ela estava vendo tudo que se passou.
Agora vai descansar em PAZ.

Obrigada por seu comentário
Maria Célia

De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2009 às 10:22
A vida é um direito de todos e deve ser sempre respeitada, sou católico e defensor da vida, mas casos como esse comprovado com laudo médico constando a irreversão, a vontade da família deve ser prevalecida, e não os interesses políticos, religiosos entre outros mais, que de alguma forma tiraram proveito da triste situação que se encontrava esse mulher, que em fim descanse...

De Márcio Pinheiro a 12 de Fevereiro de 2009 às 11:42
A vida é um direito de todos e deve ser sempre respeitada, sou católico e defensor da vida, mas casos como esse comprovado com laudo médico constando a irreversão, a vontade da família deve ser prevalecida, e não os interesses políticos, religiosos entre outros mais, que de alguma forma tiraram proveito da triste situação que se encontrava esse mulher, que em fim descanse...

De carmen a 13 de Fevereiro de 2009 às 08:06
marcio pinheiro, como diz o artigo anterior
eutanásia:um tema polêmico (http://anjoseguerreiros.blogspot.com/2009/02/eutanasia-um-tema-polemico_07.html)
fica difícil opinar à respeito........
obrigada por sua participação
carmen

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
blogs SAPO