notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
8.3.09
Informação é da PM, que prendeu pelo menos 7 suspeitos após denúncia.Grupo foi preso na madrugada deste domingo (8) perto da Vila Mariana.

Os homens presos na madrugada deste domingo (8) pela Polícia Militar sob a suspeita de praticarem um arrastão em um prédio residencial na Zona Sul de São Paulo, mantiveram pelo menos dez pessoas reféns, uma delas grávida. As outras vítimas foram atacadas quando o grupo invadiu outro edifício, quando tentou fugir da PM.
A informação é de policiais militares que prenderam cerca de sete suspeitos pelo crime. Junto com eles, foram apreendidas armas. Testemunhas disseram ter visto fuzis e metralhadores com os assaltantes. Não há informações se algo foi roubado. O caso está sendo registrado no 36º Distrito Policial, no Paraíso. De acordo com o plantão da delegacia, as vítimas só serão ouvidas por volta das 14h porque o sistema de computadores do local passa por manutenção. A ação dos criminosos, de acordo com a PM, começou na noite de sábado (7). Por volta das 23h, os assaltantes pularam um prédio em construção, vizinho ao edifício residencial, na Rua Coronel Oscar Porto Viana, na Vila Mariana – este sim, o alvo do grupo. Depois, saltaram o muro e renderam o porteiro, obrigando-o a abrir o portão da garagem. Nisso, os criminosos entraram com uma picape na garagem, onde abordaram o veículo onde estava um casal, sempre segundo a PM. A partir daí, renderam o motorista e sua mulher, que está grávida. Depois, subiram para o apartamento das vítimas e começaram a roubar computadores, dinheiro, colocando os objetos em mochilas. Parte dos criminosos se dividiu. Seis pessoas que estavam em uma festa no segundo andar também foram rendidas. O barulho provocado pela movimentação dos assaltantes chamou a atenção de moradores de outros apartamentos do prédio que chamaram a Polícia Militar para o local.

Fuga
Ao perceber a aproximação dos policiais, os assaltantes tentaram fugir, de acordo com o relato da PM. Para isso, pularam novamente o muro do edifício onde estavam e correram em direção a outro prédio, na Rua Afonso de Freitas, no Paraíso. Para entrar, saltaram um muro com cerca de oito metros de altura. Dentro do local, invadiram a residência do zelador e mantiveram pelo menos cinco pessoas reféns sob a mira de armas. Os policiais militares chegaram logo em seguida e cercaram o local e interditaram a rua. Testemunhas contam ter ouvido troca de tiros, mas a PM não confirma a informação. De acordo com os policiais, começou a negociação para libertação dos reféns e rendição dos criminosos. Foram cerca de 30 minutos de tensão, até que os criminosos caminharam pela rua com as pessoas feitas como escudo humano e largaram as armas e as vítimas. Depois, se renderam.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:47 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO