notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
13.4.09
Em terceiro plano, o enxame de guardas para conter três camelôs: desperdício de tempo e de recursos

O leitor Ricardo Froes é uma espécie de correspondente deste blog em Ipanema. Ele assistiu ontem no calçadão da praia cenas que viraram uma pequena nota no GLOBO de hoje. A ação contra camelôs na orla resultou num conflito que acabou assustando os banhistas. Em seu texto, Froes pergunta se há algum impedimento de a Guarda Municipal atuar na areia. Segundo ouvi falar, só no próximo verão a prefeitura vai dar choque de ordem na praia.
Aí vai o relato de Froes:
"Jorge, o que eu presenciei há pouco foi a prova definitiva da incompetência, inoperância, despreparo e inutilidade da Guarda Municipal. Dei um pulinho na praia lá para as cinco horas, só para ver a ressaca – não a minha, a do mar –, mas acabei assistindo um dos espetáculos mais grotescos que eu já vi na vida. Eu já estava voltando, pronto para atravessar a rua, quando três camelôs – eu disse três – botaram para correr vexaminosamente três – eu disse três – Guardas Municipais, que acabaram entrando em uma caminhonete da corporação, já em movimento, para não apanharem mais. Segundo eu soube, era a terceira vez que esses policiais inúteis faziam uma incursão nas imediações do Posto 9, mais uma vez, sem sucesso. Antes de terminar a descrição das cenas ridículas que testemunhei, eu gostaria de fazer apenas uma pergunta a quem possa responder. Há algum impedimento de a Guarda Municipal ir até a areia? Esta deve ter sido a décima vez que vi uma confusão da GM na orla sendo que nunca vi um deles descer até a areia e continuar o seu serviço. Alguém me contou que, na areia, só a PM pode trabalhar, mesmo que a GM esteja perseguindo um bandido perigoso. Isso pode ser constatado pelas fotos que vão em anexo, horríveis, por sinal (minha Sony está no conserto). Mas, cinco ou dez minutos depois do vexame, a GM resolveu reproduzir o “Dia D” da Segunda Guerra, e enviou suas tropas, uns cem, que só fizeram tomar cocos na cabeça sem botar os pés na areia, de onde os camelôs determinaram quem iria ganhar a batalha e, mais uma vez, vergonhosamente, os GMs bateram em retirada sem fazer valer a Lei. Fica caro pra dedéu para o povo pagar uma corporação inteira só para bater em camelôs, principalmente quando nem isso eles conseguem."

Foto: Ricardo Froes
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:18 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO