notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
29.4.09
PORTO ALEGRE - A Polícia Civil está a caça do homem que matou a golpes de facão a dentista Márcia Nascimento Gomes, 32 anos, na segunda-feira. A vítima que morava em Torres, no Litoral Norte, e seguia viagem de carro para Gramado, na Serra Gaúcha, foi encontrada despida e amarrada a uma árvore em um barranco próximo ao primeiro túnel da Rota do Sol (RS-486), em Itati, a 35 quilômetros do entroncamento com a BR-101.
Para chegar à autoria do crime, os policiais tentam descobrir se o assassino aproveitou uma distração da dentista, que parou o veículo na beira da estrada, para atacá-la, ou se ele forjou um pedido de socorro, que levou a vítima a descer do veículo.
A suspeita é de que a vítima tenha sido vítima de um crime sexual. A hipótese de crime passional foi praticamente descartada pelo delegado Roland Short, titular da Delegacia da Polícia Civil de Capão da Canoa e responsável também pelo atendimento ao município de Itati.
Como não há marcas bruscas de freagem no asfalto, o veículo estava bem-estacionado - apesar do trecho não ter acostamento - e o pisca-alerta estava ligado, a polícia desconfia de que a dentista possa ter parado voluntariamente o automóvel.
Márcia só tinha percorrido cerca de 55 dos mais de 190 quilômetros que separam Torres de Gramado - onde trabalharia às 13h30min em um consultório da prefeitura.
- Pedimos uma perícia para descartar ou não uma falha mecânica no carro - conta o delegado.
A hipótese de que o criminoso poderia estar de carona no carro também foi posta de lado pelo delegado. Depois de percorrer a vizinhança, ouvir moradores e pessoas em postos de combustíveis e lancherias na região ontem, os policiais descobriram que o veículo da vítima foi visto parado no local, pela primeira vez, por volta do meio-dia de segunda-feira. O corpo, no entanto, só foi encontrado às 19h50min do mesmo dia.
Testemunhas também relataram à polícia que um caminhão foi visto pouco antes grudado na traseira de um Fox com as mesmas características do carro da vítima. A polícia agora tenta identificar o caminhão e quem estava no volante, para descobrir se há alguma relação com o crime.
Ontem, uma papiloscopista tentava coletar impressões digitais do Fox e do celular de Márcia que possam identificar um futuro suspeito. No telefone, a última ligação completada foi feita por ela, às 11h19min, para uma amiga. Segundo o delegado, neste momento, ela ainda estava bem.


fonte: O GLOBO ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:39 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO