notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
21.3.09
SÃO PAULO - Dois laudos de exames de ultrassonografia feitos em uma clínica particular mostram que Andresa Sales, de 35 anos, estava grávida de um único bebê. Com base nesses laudos, a secretaria estadual de Saúde, que teve acesso aos exames, deu o caso como esclarecido. Andresa continua afirmando que teve gravidez gemelar e garante que que não fez esses exames. Andresa estaria grávida de gêmeos, mas deixou a sala de parto do Hospital de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, com apenas um bebê.
A secretaria fez um relatório cronológico que mostra que Andresa passou, entre setembro de 2008 e fevereiro de 2009, por 14 consultas médicas em sete serviços de saúde diferentes. Em 27 de fevereiro nasceu Gabriel, com 3,4 quilos, no Hospital Estadual de Ferraz de Vasconcelos. Um exame de DNA comprova que o menino é filho de Andresa e Rodrigo Triano, mas a família ainda quer saber o que ocorreu com o outro bebê. Por isso, foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso. O Ministério Público está acompanhando as investigações.
Os exames, segundo a secretaria, foram feitos na clínica A.O. Serviços Médicos Ltda, de Poá, em 18 de novembro de 2008 e em 30 de janeiro de 2009. O resultado do primeiro teria sido retirado pela própria Andresa. O outro, porém, ainda estaria na clínica. A reportagem do jornal "Diário de S. Paulo" não localizou os representantes da clínica.
Para o assessor da Secretaria de Saúde, o médico obstetra Vladimir Taborda, os dois exames esclarecem o caso, pois descartam a hipótese de ter nascido uma segunda criança.
- Para a secretaria, esse caso está encerrado. Não há porque continuar (a investigação do desaparecimento de um segundo bebê) - disse Taborda.
Sobre os dois exames feitos em hospitais estaduais um dia antes do nascimento que mostram uma gravidez gemelar - a ultrassonografia do Hospital de Ferraz de Vasconcelos e o cardiotoco (que mede o batimento cardíaco do bebê) do Hospital Santa Marcelina - , Taborda afirmou que houve erro.
- Ambos são um erro induzido, pois foram feitos apenas se baseando na fala de Andresa - disse.
Segundo o assessor, os erros serão investigados pelo Conselho Regional de Medicina (CRM). Taborda alega que o ultrassom feito no início de uma gravidez é mais preciso para avaliar o número de embriões e de placentas. E que somente na sexta-feira é que a secretaria teve acesso aos exames iniciais da gestação de Andresa. Ela, além de negar ter passado pela clínica, garantiu que pode provar sua gravidez gemelar.
- Eu nunca passei nesse lugar e tenho exames que provam que estava grávida de gêmeos - reafirmou nesta sexta-feira.
Durante a gestação, outros quatro exames sonar (que escuta o batimento do bebê) também mostravam um só feto.


fonte:http://oglobo.globo.com/sp/mat/2009/03/21/dois-exames-mostram-bebe-unico-em-gestante-que-esperava-por-gemeos-saude-encerra-caso-754939084.asp
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:29  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO