notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
7.2.09
SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO