notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
6.4.09
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, prendeu no último sábado (4) o coreógrafo brasileiro Alex da Silva, 41, por suspeita de ter violentado quatro mulheres. De acordo o detetive John Eum, que investiga o caso, outras duas supostas vítimas procuraram a polícia após a prisão.
O brasileiro ficou conhecido nos Estados Unidos após participar do programa "So You Think You Can Dance", da emissora Fox, onde atuava como dançarino, coreógrafo e professor de salsa.
Reprodução
O brasileiro ficou conhecido nos EUA por participar de um programa de dança na Fox
O caso veio à tona no último fim de semana, quando Silva foi preso --ele continua na prisão nesta segunda. A fiança imposta para que o coreógrafo seja liberado é de US$ 3,8 milhões (cerca de R$ 8.432.200). Desde então, a polícia informou que recebeu inúmeras ligações sobre as supostas agressões.
"As quatro vítimas eram alunas dele na época dos crimes", disse o detetive à Folha Online. De acordo com Eum, os estupros ocorreram entre maio de 2003 e março de 2009. Ainda segundo o investigador, outras duas mulheres procuraram a polícia e denunciaram o brasileiro após as denúncias serem divulgadas.
"Vamos ouvir uma das mulheres ainda esta semana", afirmou. De acordo com o detetive, a polícia trabalha com a hipótese que o brasileiro tenha violentado outras mulheres.
Em nota, a polícia de Los Angeles afirmou que os supostos estupros ocorreram na casa do dançarino. Ele teria atraído as estudantes para o imóvel, na região norte de Hollywood, e praticado os abusos.
Segundo a polícia americana, o dançarino ainda não se pronunciou sobre o caso e, até a tarde desta segunda-feira, ainda não possuía advogado de defesa. "Amanhã ele deve ser ouvido com a presença de um advogado. Caso ainda não tenha um, nós indicaremos alguém para defendê-lo", disse.
Apesar da denúncia, a polícia informou que também recebeu ligações de pessoas defendendo o brasileiro. A Folha Online não conseguiu localizar familiares de Silva para comentar a prisão.
Procurado pela reportagem, o Itamaraty afirmou que ainda não foi informado sobre o caso.
Fama
Nascido no Rio, Silva ensinou mais de 15 mil pessoas a dançar em Hollywood, segundo informações do site dele. Em sua página na internet, o coreógrafo brasileiro diz que, entre os alunos famosos, estão as atrizes Jennifer Lopez, Salma Hayek, além dos atores Will Smith e Vin Diesel.
Em Los Angeles, trabalhou em diversos clubes de Salsa, até ser convidado para participar do programa na TV americana. Até que o caso seja concluído, Silva não pode deixar os Estados Unidos.
Por Marina Novaes da Folha de São Paulo
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:01  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO