notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
20.3.09
PORTO ALEGRE - Um casal de tigres-de-bengala e de um urso pardo que pertenciam a um circo chegaram, na tarde desta quinta, ao Criadouro Conservacionista São Braz, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, onde devem viver daqui para frente. Devido à lei estadual que proíbe a apresentação de animais em espetáculos circenses, o Ibama recolheu os exemplares em Santo Ângelo, onde uma trupe de artistas fazia turnê. Os animais, aparentemente bem-tratados, não estavam sendo apresentados, mas ainda assim seguiam viagem com o circo.
- Esses animais não são irregulares e inclusive estão chipados, com todo o controle dos órgãos ambientais. Conversamos com os donos do circo para trazê-los para cá. Não havia sentido ficar viajando com eles se não podem mais ser apresentados. Seria só para estressá-los - disse o chefe regional do Ibama, Tarso Isaia.
Apesar de as garras dos tigres terem sido arrancadas, Santos Braz, coordenador do criadouro, ressaltou que os felinos, assim como o urso, não apresentam outros sinais de maus-tratos. Dentro de seis meses, os três bichos devem sair das jaulas para um espaço maior, que será construído especialmente para recebê-los.
A tigre fêmea foi batizada de Zara, e o macho será chamado de Tigor. Ambos têm 9 anos. Os tigres-de-bengala não chegam a ser novidade no criadouro. No ano passado, um exemplar da espécie foi levado para lá, mas morreu em função da saúde debilitada. Esse felino, nativo da região da Índia, está ameaçado de extinção. Estima-se que existam apenas 500 tigres-de-bengala livres no planeta.
Já o urso-pardo, que recebeu o nome de Charles, é a grande atração da vez no Braz. É a primeira vez que o criadouro recebe a espécie. O bicho tem cerca de 250 quilos e três metros de altura. As garras enormes - crescidas pela vida em cativeiro, onde é difícil desgastá-las - não lembram em nada os bichinhos de pelúcia. Para manter essa forma, o urso deve consumir cerca de 15 quilos, entre frutas, mel e legumes, por dia.
O casal de tigres - cada um com cerca de 150 quilos - vai garantir um despesa de 25 quilos de carne diariamente. Para manter os novos moradores, Santos Braz faz um apelo:
- Precisamos de padrinhos para eles!
Para se tornar padrinho dos tigres, do urso ou de outro animal do criadouro ligue para os fones (55) 3026-8925 ou 9967-7707


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:10 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO