notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
30.3.09
ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO