notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
23.1.09
A vida acima de qualquer deficiência. Este é o sentimento da modelo Mariana Bridi, de 20 anos, que teve os pés e mãos amputados e está internada em estado grave com infecção generalizada. De acordo com seu namorado, que tem passado o dia inteiro no hospital, ela dá muito valor à vida.
- A Mari sabe de tudo o que aconteceu, mas não se importa. Vamos viver muita coisa juntos - afirmou Thiago Simões, de 29 anos.
Familiares, amigos, empresários e desconhecidos se transformaram nos elos da corrente que se formou para salvar a jovem, duas vezes finalista do Miss Mundo Brasil e considerada o 4º rosto mais bonito do mundo, em um concurso disputado na África do Sul. Na contramão do desespero, a solidariedade surge em forma de campanhas para a doação de sangue, mensagens de apoio pela internet e promessa de incentivo financeiro.
Os donos da fábrica de biquíni Salimar, marca da qual Mariana foi garota propaganda, disseram que planejam criar um produto e reverter o dinheiro das vendas para a compra das próteses para a modelo. Em respeito ao sofrimento da família, a empresa decidiu cobrir o outdoor com a foto da jovem que estava na Praia de Camburi, em Vitória, capital do Espírito Santo.
Exemplo de superação
- Nós acreditamos que a Mariana vai sair dessa. Ela é guerreira. Só penso em ter a minha filha viva, feliz e sorridente como sempre. Tudo o que ela conseguiu foi por mérito próprio. Essa menina é um exemplo de superação e vai mostrar isto mais uma vez. Ela correu atrás do que queria e o seu sonho não acabou - ressaltou o motorista Aguinaldo Pereira, de 56 anos, pai da modelo.
A situação comoveu pessoas do Brasil inteiro. Fabiana Zambrini, de 31 anos, mora em Atibaia, interior de São Paulo, mas a distância não a impediu de usar a tecnologia para conseguir doadores de sangue O negativo, mesmo tipo de Mariana.
- Meu avô sofreu com um problema parecido. Tenho uma grande rede de contatos por causa da minha empresa e mandei mais de 50 milhões de e-mails pedindo ajuda. É impossível não se emocionar - disse Fabiana
'Força Mariana Bridi Costa' Este Esse é o nome da comunidade criada para dar apoio aos familiares e buscar doadores de sangue para a modelo. Com menos de uma semana, 238 integrantes já passaram a fazer parte da rede de energia positiva. Nas páginas pessoais de Mariana e seu namorado Thiago, no Orkut, há cerca de quatro mil recados com orações e mensagens de apoio.
- Ela é uma das pessoas mais belas e simpáticas que eu conheço, além de ser dona de um sorriso maravilhoso - destacou de Londrina, no Paraná, o fotógrafo William Cairos Pires, 36 anos.
A situação mobilizou Marechal Floriano, cidade natal de Mariana, no Espírito Santo. Nete Ribet, de 30 anos, disse que sua admiração aumenta a cada dia.
- Estamos orando muito pela recuperação. Ela é guerreira e batalha pelo direito de viver - destacou. Sonhando com SP
De acordo com Iraci Bridi, de 57 anos, Mariana tem dois sonhos: ser uma jornalista conhecida e fazer carreira nas passarelas.
- Ela estava empolgada com uma viagem marcada para abril. Queria muito passar três dias em São Paulo, lugar onde as modelos conseguem sucesso - contou a tia de Mari. Mesmo depois de cirurgia, jovem corre risco de vida
Segundo a Secretaria de Saúde do Espírito Santo, Mariana ainda corre risco de vida e continua em estado muito grave. De acordo com o último boletim médico, divulgado no início da noite de ontem, a modelo respira apenas com a ajuda de aparelhos.
Mariana está internada no Hospital Dório Silva, em Serra, desde o dia 3. A infecção que resultou na amputação de seus pés e suas mãos foi causada por uma isquemia por falta de circulação sanguínea em partes do corpo.
A modelo foi infectada pelas bactérias Estafilococos e Pseudomonas aeroginosa. No dia 13, Mariana sofreu as amputações para evitar o alastramento da infecção.
A Pseudomonas é muito comum em ambientes hospitalares, segundo médicos. Suas principais características são a fácil proliferação e a resistência. Segundo o infectologista Edimilson Migowski, da UFRJ, a bactéria é de fácil controle.
- Embora seja de fácil controle, quando associada a outra doença ou até à desnutrição, ela se prolifera de forma mais prejudicial.
Parentes e amigos de Mariana deram, pessoalmente ou pela internet, apoio à modelo.
"Nós acreditamos que a Mariana vai sair dessa. Só penso em ter a minha filha viva, feliz e sorridente. Ela é guerreira. Tudo o que conseguiu foi por mérito próprio. Essa menina é um exemplo de superação e vai mostrar isto mais uma vez. Seu sonho não acabou".
Pai de Mariana
"A gente está vivendo de orações. Foi muito surpreendente, apesar de ela sentir sempre uma dor nas costas. Ela estava empolgada com uma viagem marcada para abril. Ela queria muito passar três dias em São Paulo, que é o lugar onde as modelos conseguem fazer carreira". Tia da modelo
"Estamos orando muito pela recuperação da Marina. Ela é forte o bastante para sair dessa. É guerreira e batalha pelo direito de viver bem. Tenho muita fé que ela vai sair dessa, aumentando a nossa admiração". Amiga de Mariana
"Ela já sabe o que aconteceu, porque contamos quando ela esteve lúcida entre as cirurgias. Disse que não se importa, que o que quer é viver e ficar comigo".
fonte:EXTRA ONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:00  comentar

De Anónimo a 23 de Janeiro de 2009 às 19:11
Gente, não é caso de superação e sim de pedir misericórdia à Deus.
Alguém tem noção de quanto tempo essa menina - caso sobreviva - vai precisar para poder locomover-se com ajuda de próteses?
Alguém tem idéia do valor dessas próteses?
Alguém já falou que seus pais são pessoas tão humildes, sem nenhuma condição financeira, que estão dee favor numa casa péoxima ao hospital por não terem dinheiro para pagar hotel?
Alguém já parou para analisar que nós que podemos andar pra lá e para cá, pegarmos um copo de água, irmos ao banheiro, já encontramos muita dificuldade para sobreviver nesse mundo, imaginem o que será necessário para essa garota?
Ela entrou em coma. Deus com certeza está olhando por ela.

De carmen monari a 23 de Janeiro de 2009 às 20:41
Tenho contato direto com deficientes físicos e intelectuais. Não acho que devem ser considerados como pessoas incapazes e inúteis.Claro que uma menina linda, com um futuro promissor como modelo teria uma recuperação difícil e demorada, não só do ponto de vista emocional como de reabilitação, mas insisto que, desde que o cérebro não tenha sofrido danos e sua dificuldade seja ter os pés e as mãos amputados, viver ainda seria possível, com grandes possibilidades de realização.
Claro que uma vida vegetativa e completamente dependente não é uma situação que se deseje a ninguém, mas não era esse o caso, até a amputação.
Em relação ao valor das próteses; conheço pessoalmente quem teve as suas doadas e acho que devido á repercussão do caso não seria impossível para ela.
obrigada por sua participação
é só através de diferentes pontos de vista que nos sentimos instigados a refletir
carmen

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO