notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
1.2.09
Em reportagem de Roberto Cabrini, a Tv Record rompeu o silêncio e levou ao ar os depoimentos de algumas mulheres que acusam o Dr. Roger Abdelmassih, 65 anos, de abuso sexual.
As denúncias vem acontecendo desde o começo de janeiro e já somam 71. Roger é tido como um dos maiores especialistas em fertilização e considerado o médico das estrelas.
Apesar ou devido a sua notoriedade, o caso não tem sido divulgado pela mídia, restringindo-se a alguns jornais, blogs e citado algumas vezes nos noticiários da Tv Gazeta e Bandeirantes.
A Record que soube explorar os casos de Isabella Nardoni, a menina cruelmente jogada de uma janela e da adolescente Eloá Pimentel, assassinada por seu ex-namorado, manteve-se até o momento fora deste lucrativo vilão. Agora, porém, resolveu dar espaço ao caso, entrevistando a fotógrafa Monika Bartkevitch, 43 anos, uma das primeiras a denunciar o abuso.
Diz Monika: "A impunidade é o que mais me incomoda." A ex-paciente conta que logo em sua primeira consulta achou a "intimidade excessiva", quando o médico a puxou de encontro ao seu corpo. Na segunda vez, o médico teria dado um "selinho"para despedir-se, o que teria deixado a paciente sem fala. Segundo ela, resolveu voltar e enfrentá-lo deixando claro que não aceitava aquele comportamento, ao que ele teria respondido: "Sou muito carinhoso; todas são minhas filhas aqui. Desculpe-me se fiz você me interpretar mal."
Roberto Cabrini perguntou à fotografa, qual o pior momento de tudo aquilo , a que ela respondeu: "No dia em que fui inseminada, que quase fui estuprada". Ela segue dizendo que "com certeza absoluta há conivência dos funcionários."
A empresária Ivanilde Vieira Serebrenic ,a segunda mulher que saiu do anonimato para acusar o médico Roger Abdelmassih , aparece rapidamente dizendo que seus sentimentos são de "indignação, raiva e horror."
Também aparece na reportagem a ex-funcionária, que trabalhou durante um ano e oito meses na clínica de Roger que revela: "As pistas estavam por toda parte."
O médico não foi encontrado e não quer aparecer na televisão falando sobre o assunto, mas seu advogado Adriano Salles Vianna afirma que a ex-funcionária da clínica teria exigido vantagens , que foram negadas pelo médico e ameaçou então procurar a imprensa. Quanto aos depoimentos das ex-pacientes ele vê como resultado de uma frustração:
"A grande maioria está insatisfeita por não ter conseguido ser mãe. A frustração é patente; condimento para estas denúncias." O advogado diz ainda que o médico não culpou o anestésico por ele usado, conforme deu a entender na entrevista concedida ao jornal Estado de São Paulo. Apenas teria citado um relatório do FDA (agência americana de fiscalização de medicamentos), que menciona que de 3 a 4% das pacientes podem ter como reação ao propofol, um "comportamento amoroso". Esta estatística no entanto, revela-se incorreta, pois o FDA aponta apenas 1% de porcentagem e vários médicos que utilizam o anestésico não possuem a mesma experiência relatada por Abdelmassih.
O jornalista Roberto Cabrini também traz o depoimento de mais uma mulher, que teria sido, talvez uma das primeiras pacientes a sofrer o abuso. Ela sofreu uma cirurgia de retirada de pedra nos rins, há 20 anos atrás e conta : "Ele tinha a tática de tirar a escada para a maca; ele vinha e colocava a gente em cima. dentro do hospital usou práticas horríveis; beijava obscenamente e tirava sua roupa".
A ex-funcionária afirma que escutou o médico Roger Abdelmassih dizer um dia:
"Deus está no Céu e eu sou Deus na terra. Comigo ninguém pode!"



link do postPor anjoseguerreiros, às 22:54  comentar

De Anónimo a 2 de Fevereiro de 2009 às 10:21
A Record rompeu o cerco. Estranho é o SBT que divulgou a denúncia no SBT Brasil e nunca mais. Quanto à Globo, deixa pra lá...
Mais importante é que a internet está cumprindo o papel maravilhoso (mais uma vez) de dar voz às denúncias. Parabéns Anjos e Guerreiros. Ainda acredito num país melhor.

De carmen a 2 de Fevereiro de 2009 às 19:30
obrigada..........agradecemos seu comentário e contamos com vc para nos ajudar a prosseguir!
abraços
carmen e maria celia

De Anónimo a 8 de Fevereiro de 2009 às 21:34
Vai ser uma longa briga...
Pior, existe centenas de pacientes dispostas a testemunharem a favor desse velho safado.
Está tudo errado neste mundo, é padre, médico, professor, pai, irmão, tio, vizinho,... parece que tudo que é homem virou tarado.

De carmen a 9 de Fevereiro de 2009 às 09:22
anônimo do dia 8 de fevereiro 21:34 hs
obrigada por sua participação..........
com certeza será uma briga longa.
abraços
carmen e maria celia

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
blogs SAPO