notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
24.2.09
ELA FARÁ REABILITAÇÃO EM BRASÍLIA

CURITIBA - A estudante Monik Pegorari Lima, de 23 anos, que foi baleada no Morro do Boi, em Caiobá, litoral paranaense, no dia 31 de janeiro, teve alta no fim da tarde desta segunda-feira. Ela saiu do Hospital Vita, de Curitiba, onde estava internada desde o dia 2 de fevereiro, por volta das 17h30m, no carro da família. A jovem deixou o quarto acompanhada do pai e da irmã.
Segundo a assessoria de imprensa do hospital, ela apresentou melhoras nos últimos dias e já não fazia mais uso de calmantes ou analgésicos fortes. Apesar de conseguir fazer alguns movimentos nos membros inferiores, a estudante contou que está sem sensibilidade alguma nas pernas e nos pés.
Na saída do hospital, ela garantiu não ter dúvidas de que o suspeito preso no último dia 17, em Pontal do Paraná, foi o criminoso que a baleou e tentou estuprá-la, além de ter matado o namorado dela. Ele foi identificado como Juarez Ferreira Pinto e seria irmão de um policial militar.
Na sexta-feira, uma nota divulgada pela Secretaria Estadual da Segurança Pública (Sesp) mostrou que houve uma mudança na investigação do caso . Segundo o texto, o homem preso acusado de matar o namorado da estudante e tentar violentá-la deve responder pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte), termo que ainda não havia sido citado até então. Outro ponto importante do caso também ganhou uma outra versão: o homem não teria estuprado a universitária, e sim cometido atentado violento ao pudor, ou seja, tocado nas partes íntimas da vítima sem chegar ao ato sexual. Com isso, ele não deverá ser levado a júri popular e será julgado por um juiz.
Depois que o resultado do exame que comparou material genético do suspeito com o de uma mancha de sangue em uma camiseta encontrada na trilha do Morro do Boi deu negativo, a polícia também descartou a peça como prova criminal.


Crime aconteceu no dia 31 de janeiro

O crime aconteceu na tarde do dia 31 de janeiro, quando a jovem e o namorado, Osíris Del Corso, estavam em uma trilha no Morro do Boi e tentava chegar à Praia dos Amores. No caminho, os dois foram atacados.
Era por volta das 17h30, quando o namorado levou um tiro no peito e morreu. A moça foi atingida por um tiro nas costas e ficou caída no local, enquanto o agressor fugiu. Perto das 21 horas, segundo relatos da própria vítima aos bombeiros que a resgataram, o agressor voltou até o local do crime e a violentou. Os dois só foram localizados na tarde de domingo (1º). A jovem esperou por 18 horas na mata até ser resgatada.
No dia 10, a Polícia Civil divulgou o retrato falado do homem que seria o autor do crime, feito com base nas conversas de policiais com a jovem. Sete dias depois, um homem com características semelhantes ao do retrato foi preso como suspeito de cometer o crime.



link do postPor anjoseguerreiros, às 08:45 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO