notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
19.2.09
A falta de carteiras escolares para todos os alunos levou a Secretaria Municipal de Educação de Maceió (AL) a adotar um esquema de rodízio de estudantes. Na Escola Municipal Antônio Semeão Lins, na periferia da cidade, os 1.014 alunos foram divididos em dois grupos: os de séries ímpares (1ª e 3ª) terão aulas em um dia; os de pares (2ª e 4ª) no outro. “Sem o rodízio, os alunos não teriam como assistir às aulas”, justificou a diretora Rosimaire Piedade. Desde o ano passado, ela avisou à Secretaria sobre a falta de carteiras. Das nove salas de aula, apenas cinco tinham o equipamento. Após reclamação dos pais pela imprensa, ontem foram enviadas 101 carteiras para a escola, mas não resolveram o problema. “O rodízio continua porque uma turma ficou sem as carteiras. Agora, será assim: uma turma vai deixar de ter aula a cada dia”, afirmou a diretora. Na rede estadual, o problema é o mesmo. “Falta dignidade nas salas de aula de Alagoas”, declarou a promotora Cecília Carnaúba. Ela também denunciou que a Secretaria Estadual de Educação tem dois depósitos cheios de carteiras escolares e não usa nenhuma. De acordo com a Secretaria, as carteiras que estão em depósitos só podem ser usadas para programas específicos, definidos pelo Ministério da Educação. No entanto, disse que adquiriu 50 mil carteiras escolares e as distribuirá hoje.

[O Globo (RJ), Odilon Rios – 19/02/2009]
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:38  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
blogs SAPO