notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
2.4.09
Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO