notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
17.3.09
Magno Malta terá agenda reservada com promotores.CPI quer ouvir médico e empresário que estão foragidos.
O presidente da CPI da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), deverá desembarcar nesta terça-feira (17) pela manhã em São José do Rio Preto, a 438 km de São Paulo, de onde seguirá para encontro reservado com promotores do Ministério Público de São Paulo em Catanduva, cidade localizada a 390 km da capital paulista.
O encontro tem objetivo de preparar as audiências que serão realizadas pela CPI da Pedofilia entre quarta-feira (18) e sexta-feira (20) na Câmara de Vereadores da cidade. A CPI investiga uma suposta rede de pedofilia que teria feito pelo menos 40 vítimas entre crianças de 6 a 12 anos, moradoras na periferia da cidade. Seis suspeitos estão presos e dois continuam foragidos. Entre eles, há um médico e um empresário.
Nesta segunda-feira (16), funcionários do Senado estiveram em Catanduva para distribuir convocações para a reunião realizada na Câmara Municipal.
Frente a frente
Na periferia, mães das crianças ouvidas pelo G1 disseram que elas querem ficar frente a frente com os acusados durante a reunião. A Polícia Militar não previa reforço no policiamento, mas prometeu ficar alerta para eventuais tumultos.
O pai de duas crianças que dizem ter sido vítimas dos abusos deverá participar do primeiro dia de audiênca na Câmara Municipal, na quarta. Além dele, serão ouvidos a delegada Maria Cecília de Castro Sanches, o diretor de escola Edmilson Sidney Marques e uma coordenadora da pastoral católica.
Ainda na quarta-feira, a CPI pretende ouvir o empresário que até a tarde desta segunda-feira permanecia foragido. Também estão previstos os depoimentos do borracheiro preso em janeiro sob acusação de abuso de menores em um inquérito que deu origem às denúncias sobre pedofilia em Catanduva. Também será ouvido o sobrinho dele, que voltou a ser preso sob a mesma acusação.
A CPI prevê ouvir na quinta-feira cinco acusados, entre os quais o médico foragido e outros quatro acusados detidos em 26 de fevereiro, após passarem por sessão de reconhecimento com dez crianças.
Fonte: G1

link do postPor anjoseguerreiros, às 08:44  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO