notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
30.3.09
SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO